Quer Participar do "Espaço do Internauta"? Envie seu vídeo para
midiajogos@yahoo.com

sábado, 29 de janeiro de 2011

Meu Espaço (09)

Olá amigos da midia jogos, vou falar do Jogo(DEAD SPACE 2, para XBOX360),Curtam o vídeo e comentem o jogo,e um bom final de semana.


Quer Participar do "Espaço do Internauta"? Envie seu vídeo para midiajogos@yahoo.com

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Exclusivo para PS3, demonstração de "Killzone 3" chega no dia 15 de fevereiro.

Veja trechos de jogo em português brasileiro.


Os fãs do principal jogo de tiro em primeira pessoa da Sony vão poder experimentar o modo de campanha com antecedência, pois segundo o blog oficial da Sony, uma demonstração de "Killzone 3" está programada para chegar a todos os jogadores no dia 15 de fevereiro.

Entretanto, os mais afoitos para lutar contra os Helghasts e assinantes da PlayStation Plus poderão baixar o arquivo antes, no dia 8 de fevereiro.

Serão duas versões disponíveis para download, uma em 2D e outra para aqueles que têm um aparelho de televisão compatível com a tecnologia 3D. Ambas as versões irão levar os jogadores ao nível "Icy Incursion", situada na metade do modo campanha. A demo em 2D conta com tela dividida para modo cooperativo, uma opção que não está presente em 3D.

Além disso, as demos são compatíveis com o controle de movimentos PS Move, para aumentar ainda mais a imersão na experiência destrutiva do jogo.

Recentemente, a Sony anunciou que o jogo terá um período de teste aberto ao público da modalidade multiplayer que vai de 2 a 14 de fevereiro.

"Killzone 3" chega no mercado no dia 22 de fevereiro, exclusivamente para PlayStation 3. A versão nacional do game será totalmente localizada, com idioma em português do Brasil.

Entre humanos e Helgasts

A série "Killzone" é de tiro em primeira pessoa - com exceção da versão para PSP, com perspectiva em terceira pessoa - e conta o conflito entre humanos e os Helghasts, ancestrais que colonizaram o planeta Helghan e sofreram mutações para se adaptar às condições hostis do lugar.

Exclusiva para PlayStation 3, a terceira versão traz uma novidade: o inédito jetpack, um equipamento voador que será utilizado para superar obstáculos e também em combate, dando nova dimensão para os tiroteios.

O game será lançado com suporte a 3D estereoscópico e ao controle PlayStation Move. A data de lançamento no Brasil aqui ainda não foi anunciada, mas o preço é de R$ 199.

Sony lança mais uma atualização para PS3 visando reforçar segurança.

Sony libera nova atualização do PS3 para reforçar a segurança contra jogos piratas.

Em mensagem publicada no blog oficial do PlayStation, a Sony anunciou que está disponível para download a atualização 3.56 para PlayStation 3. O principal objetivo desse arquivo é melhorar a segurança do console.

Ao que tudo indica, essa atualização é uma tentativa de conter as alterações de sistema feitas por usuários. Recentemente, o ciberpirata conhecido como KaKaRoTo publicou em seu blog um tutorial ensinando como criar um firmware personalizável, que possibilitaria que qualquer PlayStation 3, mesmo que estivesse atualizado com as últimas versões do firmware oficial da Sony, rodasse aplicativos não oficiais.

Entre as "vantagens" de se utilizar o firmware personalizável, KaKaRoTo enfatiza a possibilidade de se adicionar qualquer aplicação não autorizada pela Sony, como programas homebrew.

É importante lembrar que caso o usuário do PlayStation 3 opte por não fazer a atualização do sistema, nenhuma funcionalidade online do console funcionará no console. A lista é extensa e iclui bate-papo com amigos, acesso à PS Store, disputas em modos multiplayer e atualizações dos jogos.

Jogo de tiro compatível com o Move, "Socom 4" chega às lojas em 19 de abril.


O jogador que sente falta de jogos de tiro para jogar com o PlayStation Move terá mais uma opção para metralhar os inimigos a partir de abril. A Zipper interactive anuncia que "Socom 4: U.S. Navy Seals" estará disponível nas lojas dos Estados Unidos a partir de 19 de abril.

O novo jogo de tiro em terceira pessoa do PlayStation 3 poderá ser jogado normalmente com o DualShock 3 ou com o Move e qualquer outro subcontrolador (como o Navigator ou o próprio Dual Shock 3) para movimentação total.

Os produtores confirmam também que o jogo já foi analisado pelo ESRB (órgão que controla a faixa etária dos games norte-americanos), que sugeriu ao jogo a classificação "M" (para maiores de 17 anos).

Tiroteio, estratégia e sobrevivência

"SOCOM 4" se passa no sudeste da Ásia, onde uma revolução coloca em risco uma passagem marítima vital, similar ao Estreito de Malaca. O jogador encarna o comandante de campo de um grupo de soldados da OTAN cuja missão é impedir que o comércio internacional seja paralisado por algum atentado.

Park Yoon-Hee, Chung Kwan (ambos sul coreanos), Wells e Schweitzer (ambos ocidentais) têm apenas seis dias para resolver o problema, e segundo a Sony esse tempo limite acrescentará um senso de urgência no modo campanha.

Sendo um game tático, o modo de comando é um dos mais importantes do game. Isso é ativado com um botão, e isso permite ordenar diversas ações para os companheiros. Nenhum comando demanda mais de dois toques, e não há submenus. Tudo é feito em tempo real - ou quase. Na verdade, no modo de comando, o tempo flui mais lentamente, e pontos de interesse táticos são mostrados na tela.

O game tem como foco ser realista e, por isso, não tem radar. O jogador precisa avistar os inimigos com seus próprio olhos e, assim, definir a melhor tática, seja através de tiroteios francos ou tentar atacar de surpresa.

Mesmo com essas condições que parecem severas, "SOCOM 4" também pretende ser um game amigável para novatos, ao mesmo tempo que oferece desafios para quem se propõe a isso. Além disso, o modo multiplayer não ficou de lado. Nessa edição, até 32 pessoas podem jogar simultaneamente, e a Zipper promete uma "experiência inédita" para a modalidade.

Aparelhos com Android terão emulador oficial do PlayStation.

Com versão 2.3 do Android, será possível ter gráficos mais complexos nos celulares.

Em evento realizado no Japão nesta quinta-feira (27), a Sony anunciou que os portáteis com suporte ao sistema operacional Android (no mínimo a versão 2.3) passarão a ter acesso a conteúdos da empresa com a chegada do PlayStation Suite. Isso está previsto para acontecer ainda em 2011.

O PlayStation Suite é um aplicativo que, segundo a Sony, oferecerá a "qualidade PlayStation" aos usuários de dispositivos portáteis. Uma das primeiras iniciativas divulgadas é a oferta de jogos do primeiro PlayStation, e a empresa também pretende criar uma PlayStation Store destinada aos aparelhos móveis.

A Sony anunciou ainda que vai distribuir o "Certificado PlayStation" para empresas que queiram trabalhar com o suporte da companhia, que oferecerá não apenas o apoio aos desenvolvedores, mas também o direito de uso do logo do PlayStation em seus trabalhos para o sistema Android.

Por fim, foi revelado que o conteúdo destinado ao PlayStation Suite também pode ser aproveitado no novo sistema portátil da empresa, que recebeu o nome temporário de Next Generation Portable (NGP).

Novo portátil

Segundo Kaz Hirai, presidente da Sony, o NGP é um nome provisório e tem data de lançamento marcada para o final de 2011. O aparelho tem formato similar ao PSP-3000, porém pretende acabar com as reclamações dos jogadores retirando o disco analógico e colocando em seu lugar duas alavancas analógicas.

O aparelho conta com uma touch screen multitoque de cinco polegadas na parte de trás e duas câmeras, sendo uma frontal e outra traseira. Além dessas novidades, o novo portátil possui um giroscópio interno e um GPS integrado. Todos esses recursos podem ser usados para jogos ou aplicativos que serão disponibilizados na PlayStation Store.

Além de ter memória interna, o NGP terá cartuchos chamados "New Game Media", nome também provisório, segundo a empresa. Somado a isso, o portátil é compatível com todos os jogos para PSP da loja virtual da Sony.

A Sony disse que o novo videogame vai ter diversas funcionalidades online, e por isso ele será dotado de conexões Wi-Fi e 3G para baixar jogos diretamente da PlayStation Network, por exemplo. Entre as funcionalidades de rede está a possibilidades de arrecadar troféus da mesma forma que acontece em jogos para PlayStation 3.

Filme de "Heavy Rain" está em produção, diz site.



O drama interativo "Heavy Rain", exclusivo do PlayStation 3, vai receber uma adaptação para as telas dos cinemas, segundo informou o site Variety, especializado em cinema.

O roteiro do filme está a cargo de David Milch, produtor executivo das séries "NYPD Blue" e "Deadwood", que será simplesmente chamado de "Rain". Milch começará a escrever a adaptação assim que terminar o trabalho em seu projeto atual, a série da HBO chamada de "Luck".

"A habilidade incrível de David Milch em transformar histórias intensas e complexas num drama popular faz dele o parceiro ideal para nós termos em 'Heavy Rain'", disse o produtor Bob Shaye.

Ainda não há data de lançamento para o filme.

Teatro de bits

Produzido pela Quantic Dream, "Heavy Rain" é um adventure, ou um "drama interativo", nas palavras do criador David Cage, que narra um mistério sobre quatro personagens principais ligados a mortes causadas por um maníaco conhecido como o "assassino do origami".

O jogo conta com cenários grandes, como shoppings e estações de metrô, repletos de pessoas e objetos, mas as ações e emoções dos protagonistas são os principais gatilhos que levam à resolução dos crimes, com a história se alternando entre os quatro pontos de vista.

Bethesda confirma lançamento de "Rage", "Brink" e outros jogos para 2011.



A Bethesda, produtora de "The Elder Scrolls V: Skyrim", divulgou as datas de lançamento os jogos "Rage", "Brink", "Hunted: The Demon's Forge" e "The Elder Scrolls V: Skyrim". Segundo a empresa todos eles vão chegar ainda em 2011 e terão um nível de acabamento sem igual.

Apesar já ter sido divulgada anteriormente, a Bethesda reforçou que no dia 11 de novembro o RPG "The Elder Scrolls V: Skyrim" vai chegar às lojas. O novo capítulo da franquia tem, entre outras coisas, um novo motor gráfico e uma nova mecânica de inteligência artificial. Segundo a empresa, os personagens controlados pelo computador terão reações inesperadas, tanto dos inimigos quanto dos aliados, prometendo uma aventura sem igual para os fãs da série.

Já "Brink", o jogo de tiro em primeira pessoa produzido pelo estúdio Splash Damage, chega à América do Norte em 17 de maio. Segundo a empresa, o título vai oferecer modalidades para um jogador, cooperativo e multiplayer versus, e será possível desenvolver seu personagem em todas elas. Os pontos de experiência obtidos poderão ser usados para melhorar e modificar as habilidades e técnicas dos personagens, dando-lhes um visual único.

O jogo de ação cooperativa situado em universo de fantasia "Hunted: The Demon's Forge" chega em 1º de junho. Focado no multiplayer, o game apresenta dois protagonistas, um sujeito fortão e lento especializado em armas brancas e uma bela e ágil moça focada em ataques à distância. O game permite que dois jogadores controlem tais personagens durante toda a campanha principal (e troquem de herói em pontos específicos do cenário) ou que apenas um usuário curta a jornada enquanto o computador cuida do companheiro.

Por fim, o aguardado jogo de tiro em primeira pessoa "Rage" teve sua data oficializada para 13 de setembro. O jogo, que lembra bastante o ambiente do filme Mad Max, tem como diferencial a possibilidade de construir armas e veículos. De posse dos planos esquemáticos e matéria-prima em mãos, é possível construir torres armadas, carrinhos de controle remoto com bombas e outros objetos.

Os quatro jogos estão confirmados para as plataformas PlayStation 3, Xbox 360 e Games for Windows (PC).

Congressista dos EUA quer que games violentos tragam advertência.

Cena do game Splatterhouse; congressistas dos Estados Unidos querem que jogos violentos tragam advertência.

"Aviso: a exposição excessiva a videogames violentos e a outras mídias violentas tem sido associada a comportamento agressivo."

Se for aprovada uma lei proposta pelo congressista democrata Joe Baca, na Califórnia, todos os jogos de videogame violentos lançados nos EUA trarão a inscrição acima, tal como os maços de cigarro. A informação é do site Game Politics.

"A indústria do videogame tem uma responsabilidade com parentes, famílias e consumidores --de informá-los do conteúdo potencialmente danoso que costuma ser encontrado em seus produtos", afirmou Baca.

O congressista alega que pesquisas do "Pediatrics Journal" e das universidades de Indiana, Missouri e Michigan mostram "uma ligação comprovada entre o hábito de jogar games violentos e o aumento da agressividade entre os jovens".

"As famílias americanas merecem saber a verdade sobre esses produtos potencialmente perigosos", disse Baca.

Para o congressista republicano Frank Wolf, coautor da proposta, os pais devem ter conhecimento sobre o conteúdo de um jogo eletrônico antes de decidirem comprá-los para seus filhos.

"Como pai e avô, acho importante que as pessoas saibam tudo que puderem sobre a natureza extremamente violenta de alguns desses games", afirmou Wolf. Fonte Folha de São Paulo.

Jogos para celulares: "Dead Space" chega para assustar no iPhone.

"Dead Space" para iPhone tem sistema parecido com a versão para consoles, mas a história é outra.


Com a evolução dos celulares, os games para essa plataforma móvel deixaram de ser apenas aqueles mais simples, um mero passatempo. A ponta de lança dessa revolução foi o iPhone, que depois ganhou a adesão do iPod Touch, iPad e outros celulares e tablets, como o Galaxy Tab, da Samsung.

Depois de títulos como "Infinity Blade" e "Rage", outro peso-pesado lança um game mais denso, voltado para jogadores mais exigentes: trata-se de "Dead Space", um game de ação e exploração consagrado nos consoles.

Aqui, o jogador está numa estação espacial invadida por horripilantes criaturas. O mote é o mesmo, mas a história é diferente das edições para consoles.

No espaço, ninguém ouve seus gritos

Como recomenda o game, usar o fone de ouvido é imprescindível para mergulhar na ambientação macabra do game. O silêncio da estação espacial que serve de cenário é irrompido de tempos em tempos por gritos sinistros e chamadas de rádio enervantes.

A versão para iPhone, iPod Touch e iPad de "Dead Space" mantém a mecânica de um game de ação e exploração em 3D. Games assim nessas plataformas costumam trazer um direcional virtual fixo na tela, mas a Electronic Arts bolou um esquema de controle mais eficiente. Aqui, movimentar o dedo para frente na metade da esquerda da tela faz deslocar o personagem, enquanto a metade direita comanda a visão. É um sistema que funciona muito melhor que os direcionais fixos. Além disso, movimentos como recarregar as armas e girá-las são feitos com gestos intuitivos.

O visual é caprichado, de bom nível considerando a plataforma, mas fica atrás das versões para PlayStation 3 e Xbox 360. Ainda assim, o cenário meio asséptico contrasta com as macabras criaturas e os rastros de sangue que elas costumam deixar para trás.

"Dead Space" é vendido por US$ 6,99 na iTunes App Store (mas não na loja "brasileira") nas versões para iPhone e iPod Touch e por US$ 9,99 para iPad. A classificação etária é para jogadores acima de 12 anos.

Combate moderno

Já lançado para iPhone em outubro, agora é a vez do Galaxy S, um dos celulares "top" da Samsung, a receber os tiroteios de "Modern Combat 2: Black Pegasus". Como outros títulos da Gameloft, o novo "Modern Combat" parece se inspirar em títulos famosos, e, nesse caso, um possível modelo é "Call of Duty: Modern Warfare".

O visual não é tão realista como o game de guerra da Activision, mas a versão para Android rodou muito bem no Galaxy S, com animações fluídas. Controlar o personagem através da alavanca virtual não provê a melhor das experiências - como dito, o esquema de "Dead Space" é muito mais bem resolvido -, mas o comando da visão compensa um pouco essa deficiência.

Embora com o clima meio genérico que marca os títulos da Gameloft, "Modern Combat 2" tem boa dose de ação, por vezes intensa, e mesmo iniciantes podem se engajar nos combates, pois a dificuldade mais baixa é bastante complacente (além disso, é possível usar uma mira automática, que "gruda" no oponente ao conduzi-la para perto dele). Algumas cenas de "quick time event", em que o jogador precisa tocar nos ícones que surgem na tela, e as de ação furtiva ajudam a quebrar o círculo de repetição entre avançar e atirar.

"Modern Combat 2: Black Pegasus" está classificado como inadequado para menores de 12 anos e está a venda no iTunes App Store por US$ 6,99.

"Modern Combat 2: Black Pegasus" é um jogo de tiro em primeira pessoa ambientado nos dias atuais.


Atualização frutífera

Alguns meses depois da versão para iPhone, finalmente "Fruit Ninja" para Android recebeu a atualização que acrescenta o modo Arcade, em que o jogador tem 60 segundos para cortar quantas frutas conseguir. Aqui, as bombas diminuem o tempo restante, e bananas especiais dão poderes como pontuação dupla e câmera lenta. A atualização do game é gratuita; o jogo em si custa US$ 0,99.

"MotoGP 10/11" chega ao PS3 em 15 março; X360 vem logo em seguida.


A próxima temporada de corridas da categoria MotoGP começa apenas em 20 de março, mas os fãs de velocidade podem antecipar parte da diversão. De acordo com um comunicado feito pela Capcom, "MotoGP 10/11" chega às lojas norte-americanas em 15 de março.

Curiosamente, o comunicado cita a data apenas para a versão destinada ao PlayStation 3. A edição para Xbox 360, que também está prevista para março, não foi mencionada.

Na Europa, a produtora lançará uma demonstração do jogo em fevereiro, para ambas as plataformas. A prévia dá a chance de controlar os pilotos Andrea Dovizioso e Dani Pedrosa, ambos do time Repsol, em uma corrida do modo Championship ou contra o tempo. Essa versão não foi confirmada para os Estados Unidos.

Velocidade sobre duas rodas

A nova versão prevê, além de todo o conteúdo da versão de "MotoGP 09/10", novidades para deixá-lo atualizado assim que a temporada de 2011 começar.

A produtora promete um novo sistema de direção das motos e aperfeiçoamento na física, visando entregar um novo nível de autenticidade "nunca antes visto" na franquia "MotoGP" para videogames. Segundo a Capcom, a inclusão de novas funcionalidades assistidas permitirão ao jogador alternar entre os estilos arcade e de simulação.

Finalizando, o modo de carreira contará com uma modalidade cooperativa, permitindo ao segundo jogador entrar nas corridas com tela dividida como companheiro de equipe. Além disso, o modo Challenge incluirá diferentes desafios aos já conhecidos modos Championship e Time Trial.

Problema com dados corrompidos de "Mass Effect 2" para PS3 foi corrigido, diz Bioware.


Os jogadores de PlayStation 3 que encontraram problemas para salvar os seus dados de jogo em "Mass Effect 2" para o console logo poderão jogar tranquilamente o RPG espacial da Bioware. Segundo a produtora, todos os problemas que corrompiam os dados de progressão do jogo foram solucionados.

Esta correção faz parte de um novo pacote de atualização do jogo que, entre outras melhorias, também promete diminuir o tempo de espera entre os carregamentos, adiciona um sistema de informações com telemetria e também corrige alguns erros nos diálogos e acaba definitivamente com um erro de programação causado na versão por download que travava o jogo na Cabine de Shepard.

O patch, entretanto, ainda não está disponível para download. Segundo a Bioware, a atualização ainda precisa ser enviada para a Sony testar e distribuir na PlayStation Network. O gerente de comunidade da Bioware, Chris Priestly, disse no fórum da companhia que os jogadores terão acesso ao arquivo em breve. "Primeiramente, gostaríamos de nos desculpar aos que encontraram problemas jogando 'Mass Effect 2' no PlayStation 3 e agradecer a todos os que nos relataram as suas experiências com esses erros nos fóruns. Estamos atualmente testando o jogo com a correção e assim que possível enviaremos para a Sony verificar e distribuir".

Finalizando, Priestly comenta que apenas uma pequena parte de jogadores encontrou problemas com dados de jogo corrompidos e dá uma dica aos que tem pressa para jogar antes do pacote de correção. "Caso o console seja desligado e o jogo reiniciado, você não encontrará mais o problema de dados corrompidos", explica.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

"Assassin's Creed Brotherhood", "Castlevania" e "PES 11" custarão R$ 100 no Dia do Jogo Justo.


No próximo sábado (29) acontece o Dia do Jogo Justo, evento que visa combater os impostos praticados no mercado. Além de palestras e debates sobre o tema, algumas lojas vão vender diversos jogos com desconto, sendo que os principais "Assassin's Creed Brotherhood", "Castlevania: Lord of Shadows" e "Pro Evolution Soccer 11" custarão R$ 100, todos os três para PlayStation 3 e Xbox 360, sendo que o último também fica mais barato para o Wii.

De acordo com Moacyr Alves Jr., um dos mentores do projeto, serão 5.500 cópias destes principais títulos de um total de 86 mil jogos disponíveis no dia do evento.

Moacyr também revelou que as lojas que vão participar do evento é o Wal-Mart Online, as lojas físicas da UZ Games, com exceção das filiais de Salvador, Santa Ifigênia, Barra Shopping do Rio de Janeiro e sua loja online. No Rio de Janeiro as lojas Megalogame e Gametech também prometem grandes descontos para os jogadores.

Unidos pela redução de preços

O dia do jogo justo tambpem vai marcar a oficialização da Acigames (Associação Comercial, Industrial e Cultural dos Videogames), uma associação comercial voltada exclusivamente para lutar contra a alta carga tributária de impostos sobre os games no Brasil.

"A redução dos impostos pode alavancar as vendas de jogos, a exemplo do que aconteceu com o México, onde o mercado de games cresceu oito vezes depois da diminuição da carga tributária", afirma Marcos Khalil, um dos apoiadores da iniciativa desde o primeiro momento.

Como forma de incentivo à causa exibe o logo da campanha nos jogos vendidos nas lojas UZ Games. Segundo Khalil, o chamado mercado cinza (distribuição e venda de produtos via canais não autorizados pelo produtor) e a pirataria seriam problemas muito menores caso o Brasil tivesse um mercado forte.

Mais informações sobre a programação do Dia do Jogo Justo estão no site da campanha.

Problemas de "Mass Effect 2" para PS3 podem prejudicar a progressão do jogador.



Jogadores de PlayStation 3 estão sentindo dificuldades nas aventuras do capitão Sheppard em "Mass Effect 2" - e não é por causa de ataques de piratas espaciais. Vários usuários do fórum oficial da BioWare estão reclamando de um sério problema para salvar os dados no jogo "Mass Effect 2", para PlayStation 3.

Em determinado momento do jogo, o arquivo de dados de gravação se corrompe, perdendo assim todo o progresso. Isso acontece em diversos pontos do game e é mais comum em travamentos que exigem reiniciar o console.

Segundo informações reportadas no fórum, isso pode acontecer a qualquer ponto da história, seja no iníco ou depois de 30 horas de jogo. Chris Priestly, chefe de comunidade da empresa, afirmou que a BioWare está ciente do problema e trabalha para encontrar uma solução.

"Só para esclarecer, estamos cientes do problema e estamos trabalhando para entender o que [está ocorrendo] e como vamos proceder para corrigir. Se você encontrou problemas, por favor informe detalhes do seu PlayStation 3 e do seu jogo", disse Priestly no fórum.

"Mass Effect 2" para PlayStation 3 foi lançado no dia 18 de janeiro de 2011.

Aventura espacial

"Mass Effect 2" continua as aventuras do comandante Shepard, primeiro humano a virar um agente Spectre, grupo de elite formado por diversas raças do universo que tem como objetivo preservar a estabilidade da galáxia. Depois de destruir o exército Geth de Saren, Shepard parte para uma missão suicida nos confins do universo a fim de desvendar o mistério por trás de desaparecimentos de humanos em diversos planetas.

O game herda a mecânica do antecessor, que mistura RPG com batalhas que lembram um game de tiro. Para compor o grupo, Shepard tem a disposição soldados de várias raças e com especialização em diversas áreas. Uma das novas caras do game é Grunt, um alienígena da raça Krogan com sede de sangue, e Subject Zero, uma instável e violenta guerreira.

"Mass Effect 2" já está disponível para PC e Xbox 360.

Produtora promete acabar com ataques ciberpiratas em "Modern Warfare 2" para PS3.


A versão para PlayStation 3 de "Call of Duty: Modern Warfare 2" tem se tornado o paraíso para ciberpiratas. Na última semana, a rede deu espaço a denúncias de ataques dos mais diversos tipos, contra os quais a Infinity Ward promete agir "o mais rápido possível".

"Acabei de sair de uma reunião com os responsáveis pelos códigos e discutimos várias soluções. Estou satisfeito com a conversa. Evidentemente eu não posso detalhar as possíveis soluções que debatemos, e também não quero dar alguma informação que comprometa a ação", explicou Robert Bowling, gerente de comunidade da Infinity Ward.

O gerente ainda disse que o intuito da equipe é entregar a atualização rapidamente, mas que o mais importante é não deixar nenhuma brecha para trás.

Ataques em Massa

Segundo alguns jogadores, a versão para PlayStation 3 de "Modern Warfare 2" está recebendo seguidos ataques e invasões que afetam as estatísticas e, em alguns casos, chegam a deletar até o progresso dos jogadores. O problema chegou até a Infinity Ward através da reclamação de um dos usuários do fórum, conhecido como ktell. Segundo ele, tal problema causou o sumiço de todo o seu progresso no jogo, acumulado em cerca de 27 dias corridos.

Indignado, ktell disse também que os ciberpiratas modificaram seu status online com mensagens de conteúdo vulgar, além de perder os seus dados anteriores a cada vez que efetua um novo login. O jogador exige que a Infinity Ward recupere todo o seu progresso e alega que, apesar de a Sony não ter agido contra a pirataria, a Infinity Ward deveria ter cuidado para banir esse tipo de ciberpirata infiltrado no jogo online.

Apesar disso, Bowling afirmou que a Infinity Ward não possui forças para agir contra estas invasões. "Os jogos contam com um sistema de segurança de encriptação de acordo com as plataformas em que estão rodando, portanto, pacotes de atualizações por download não resolverão esse problema, a menos que o problema de segurança seja resolvido. Lamentavelmente, os jogos da série 'Call of Duty' estão repletos de hackers, devido à grande quantidade de jogadores e popularidade. No entanto, o número de jogadores legítimos supera o das maçãs podres", enfatiza.

Para o futuro, a Infinity Ward pensa em não confiar tanto nas fabricantes dos consoles, para evitar que situações como essas voltem a acontecer. "Nossos planos para o futuro são ajustar a nossa aproximação com esses jogadores e não confiar somente nos fabricantes dos consoles. Com essa medida, reduziremos as chances de que isso aconteça em nossos jogos, assim como foi feito pela Treyarch em 'Call of Duty: Black Ops'".

Conteúdo extra de "Dead Space 2" traz dois novos personagens.



"Dead Space 2" começa a ser vendido nos EUA nesta terça-feira (25), e os fãs ainda nem puderam levar muitos sustos e a Eletronic Arts já anunciou o primeiro pacote de expansão, chamado de "Dead Space 2: Severed".

"Severed" adiciona dois capítulos extras no modo campanha solo do jogo. Nestes novos episódios, os jogadores podem presenciar o retorno das personagens Gabe Weller e Lexine Murdock, que estrelaram o jogo de tiro em trilhos "Dead Space: Extraction", para Wii e PlayStation 3.

A história dos dois vai ocorrer em paralelo à aventura de Isaac em "Dead Space 2", com o objetivo de levar Gabe e Lexine até um ponto seguro dos ataques dos Necromorphs.

Não foi divulgado data ou preço do pacote, que deve chegar em breve nas redes digitais do PlayStation 3 e Xbox 360.

Terror no espaço

"Dead Space 2" coloca o jogador em um ambiente ainda mais caótico. No controle de Isaac Clarke os jogadores terão em suas mãos novas ferramentas para "cortar e desmembrar os Necromorphs", enquanto ele foge da estação espacial Sprawl. Além da campanha para um jogador, que será mais voltada para ação que a original, o game prevê um intenso componente multiplayer.

"Dead Space 2" chega às lojas no dia 25 de janeiro em versões para PlayStation 3, PC e Xbox 360.

Criadores do Dia do Jogo Justo fundam entidade de combate aos impostos dos games.

Moacyr Alves Jr., idealizador do projeto, explica o projeto Jogo Justo.

No próximo dia 29 de janeiro, os jogadores brasileiros de videogame terão uma importante data para lembrar. Idealizado pelo administrador de empresas e colecionador de games Moacyr Alves Jr., o Dia do Jogo Justo marca mais um importante passo na luta contra os altos impostos dos jogos de videogame no país: o lançamento da Acigames.

A Acigames (Associação Comercial, Industrial e Cultural dos Videogames) é uma associação comercial voltada exclusivamente para lutar contra a alta carga tributária de impostos sobre os games no Brasil. E o dia de lançamento da nova associação não poderia ser mais apropriado: 29 de janeiro, quando o Dia do Jogo Justo promoverá a venda de alguns jogos a preços mais baixos, além da organização de eventos sobre o tema em vários pontos do país.

À frente da Acigames está Moacyr Alves Jr., idealizador do projeto Jogo Justo, e o vice-presidente é Marcos Khalil, empresário e presidente da rede de lojas UZ Games. Liderada pelos dois, a associação pretende representar e regulamentar a indústria e comércio dos jogos eletrônicos, e incentivar culturalmente a área dos games no Brasil.

No Brasil, a alta carga tributária - que chega a 80% - mantém os preços de consoles e jogos extremamente altos para a realidade de boa parte dos consumidores, limitando o crescimento do mercado. Diante deste cenário, Moacyr resolveu teve a idéia de convocar produtores, distribuidores e revendedores de produtos de entretenimento para se unir no projeto Jogo Justo e lutar pela redução dos impostos do mercado de games.

Segundo Moacyr, o objetivo do Jogo Justo é chamar a atenção sobre o quanto o mercado de games perde com os altos impostos praticados sobre os jogos. "O Brasil é um grande consumidor 'informal' de games. Imagine se pudéssemos colocar todos esses jogadores na formalidade. Com certeza o país se tornaria mais atrativo para as empresas do setor," explica, se referindo aos diversos jogadores que utilizam jogos originais, mas por conta dos altos impostos do país acabam optando por importar de outros mercados, como o Europeu e asiático.

Com atrações programadas para 29 de janeiro em São Paulo, Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, Salvador e Brasília, o Dia do Jogo justo prevê uma programação variada, incluindo palestras, debates e exposições focando todos os aspectos da indústria, comércio e cultura dos videogames. Além disso, alguns lojistas e varejistas estarão vendendo jogos por preços equivalentes aos que poderiam ser praticados normalmente com uma carga tributária justa - em torno de 15%, contra os 80% de impostos aplicados hoje.

"A redução dos impostos pode alavancar as vendas de jogos, a exemplo do que aconteceu com o México, onde o mercado de games cresceu oito vezes depois da diminuição da carga tributária", afirma Khalil, um dos apoiadores da iniciativa desde o primeiro momento, e que como forma de incentivo à causa exibe o logo da campanha nos jogos vendidos nas lojas UZ Games. Segundo ele, o chamado mercado cinza (distribuição e venda de produtos via canais não autorizados pelo produtor) e a pirataria seriam problemas muito menores caso o Brasil tivesse um mercado forte.

Mais informações sobre a programação do Dia do Jogo Justo e do movimento estão no site da campanha. Para saber mais sobre a Acigames, visite o site oficial da associação.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Lançamentos: "Dead Space 2" traz ação e muitos sustos no fim de janeiro.

Herói espacial Isaac Clarke retorna em "Dead Space 2" (PC, PS3, X360).


O primeiro mês de 2011 foi palco para poucos e bons lançamentos e o último título de destaque de janeiro é "Dead Space 2", da Electronic Arts, que chega aos computadores e consoles de alta definição com a promessa de muitos sustos e ação ininterrupta.

"Dead Space 2" traz de volta o engenheiro espacial Isaac Clarke, em mais uma batalha contra os alienígenas Necromorphs, agora em uma grande estação espacial. Entre outras novidades, o game conta com modo multijogador, no qual os jogadores podem entrar na briga do lado dos temíveis alienígenas.

O PSP recebe "Lord of Arcana", game de ação da Square-Enix nos moldes de "Monster Hunter", grande sucesso do portátil no Japão. Em "Lord of Arcana", os jogadores enfrentam monstros gigantes em partidas multiplayer online.

Veja a lista dos jogos que serão lançados nos EUA nos próximos dias:

DS
. Paws & Claws: Marine Rescue

PC
. Dead Space 2
. Venetica

PS3
. Dead Space 2

Xbox 360
. Dead Space 2
. Two Worlds II

As datas de lançamento dos jogos citados acima estão sujeitas à alteração. Não há previsão de novidades para Wii e PlayStation 2 de acordo com o calendário das principais revendas de jogos norte-americanas.

Sony pode usar códigos de série para previnir o uso de pirataria no PS3.

Assim como no PC, PS3 poderá usar códios de série para ativar jogos.

A Sony parece estar se reinventando a cada nova ação contra as indesejadas modificações não autorizadas no hardware do PlayStation 3. Agora, rumores apontam para um novo sistema de códigos de série únicos para cada jogo do console, similar às utilizadas nos jogos para computador.

De acordo com a revista holandesa PS3-Sense, uma fonte afirma que todos os futuros jogos do PlayStation 3 acompanharão um código serial único, que obriga aos jogadores o inserirem no sistema para rodar o jogo. A fonte afirma que tal sistema já existe atualmente no serviço online do console, o PlayStation Network, mas ao que parece, tal código será obrigatório até para jogos offline.

Segundo a fonte, o código poderá ser utilizado até cinco vezes, como uma forma de, além de prevenir a utilização de jogos piratas, ainda visa coibir o mercado de troca e venda de jogos usados.

Esta é mais uma das ações da Sony em resposta ao recente trabalho do ciberpirata GeoHot, que descobriu e divulgou as chaves raízes do PlayStation 3 via internet, encorajando diversos ciberpiratas e desenvolvedores não autorizados pela Sony a criar produtos não certificados pela fabricante do aparelho.

Apesar de a Sony teoricamente acreditar no sucesso desta nova manobra anti-piratas, tal sistema é utilizado há anos em jogos para computadores e até hoje não é considerado seguro. Caso os ciberpiratas realmente consigam contornar mais essa ação da Sony, os únicos perdedores serão os que utilizam os jogos originais, assim como aconteceu anteriormente com a retirada de recursos interessantes, como a possibilidade de se instalar o sistema operacional Linux e até controladores USB não autorizados, como diversos modelos de volantes e controles.

De qualquer forma, a Sony ainda não confirmou tal informação, que deve ser tratada, ao menos por enquanto, como um mero rumor holandês.

Clássicos da Capcom são os destaques na atualização do Nintendo Downloads.


A atualização da semana do Nintendo Dowloads nesta segunda-feira (24), traz vários jogos, demonstrações e clássicos para Wii e Nintendo DSi, entre eles o jogo de corridas de roller "Jam City Rollergirls", que sai por 1.000 Wii Points (US$ 10).

A rede WiiWare também recebe as demonstrações gratuitas de "Furry Legends", um jogo de aventura e plataforma, em que o jogador controla bolas de pêlo com habilidades especiais na resolução de quebra-cabeças baseados nas leis da física, em um mundo 3D chamado Furland. O jogo completo sai por 1.000 Wii Points (US$ 10).

A outra demo é do jogo "Fish'em All!", jogo estilo arcade com ação inspirada em pescarias, com nove coloridos cenários e três modos de jogo. O jogo completo sai por 800 Wii Points (US$ 8).

O Virtual Console não foi esquecido e traz dois clássicos da Capcom: "1942" e "Black Tiger". O primeiro é conhecido como um dos melhores jogos de tiro vertical com avião, ambientado na Guerra do Pacífico, ocorrida durante a Segunda Guerra Mundial, lançado em 1984. Ganhou uma reedição para PS3 e X360 em 2008, chamada de "1942: Joint Strike".

Já "Black Tiger" é um jogo de plataforma lançado em 1987 em que o jogador controla um guerreiro numa batalha contra uma variedade de inimigos e dragões. É considerado um sucessor espiritual de "Ghost's 'n Globins". Ambos custam 800 Wii Points (US$ 8).

A qualquer hora e lugar

No portátil Nintendo DSi o destaque vai para "Airport Mania: Non-Stop Flights", título em que o jogador deve coordenar um infinito número de voos no aeroporto. O game custa 200 DSi Points (US$ 2).

Outra adição à rede DSiWare é "Rocks N' Rockets". Vendido por 500 DSi Points (US$ 5), o game coloca o jogador controlando um lançador de foguetes contra um ataque de meteoros que vem em direção à Terra.

Já em "Digger Dan & Kaboom" a missão é um quebra-cabeças em que o jogador deve escavar para encontrar pedras preciosas e evitar armadilhas, em 100 níveis de exploração e quatro níveis de dificuldade. Custa 500 DSi Points (US$ 5).

E por último, "Ante Up: Texas Hold'em", um simulador de poker, ambientado em um cassino, com 12 personagens distintos e disponível para até oito jogadores. Valor de 500 DSi Points (US$ 5).

Trailer de "L.A. Noire" vaza na internet e revela data de lançamento do jogo.

Jogador será levado ao submundo de Los Angeles na década de 40.


A data do aguardado jogo de investigação da Rockstar "L.A. Noire", foi recentemente revelada acidentalmente em um trailer que apareceu na internet, com data prevista no vídeo para o dia 17 de maio.

O segundo trailer, que estava previsto para estrear nesta segunda-feira (24), acabou vazando no fim de semana, mas logo foi retirado do site de vídeos YouTube, com reivindicação de direitos autorais da Take Two.

A empresa nada comentou sobre o assunto e até o momento, não liberou o vídeo oficialmente em seu site. O título chega para as plataformas Xbox 360 e PlayStation 3.

Investigação de crimes em Los Angeles

"L.A. Noire" se passa na Los Angeles de 1947, no qual o jogador deve resolver os mistérios por trás de uma série de assassinatos brutais. O protagonista é Cole Phelps, policial cuja missão é limpar as ruas de Los Angeles dos crimes. O agente terá que lidar com uma força policial corrupta, dos mais baixo ao mais alto escalão, assim como algumas "coisas bem ruins" que ele mesmo fez durante a Segunda Guerra Mundial.

A mecânica de jogo básica em "L. A. Noire" envolve a resolução de casos através de um mix de investigação, depoimentos e interrogatórios, pacíficos ou nem tanto. Os sistemas de depoimentos e interrogatórios são uma parte interessante de "L.A. Noire", pois fazem uso da tecnologia de animação facial "revolucionária", segundo a Team Bondi, responsável pela produção do game.

Sony anuncia início do teste aberto de "Killzone 3" para 2 de fevereiro.



"Killzone 3" chega em 22 de fevereiro, mas isso não quer dizer que os jogadores precisam esperar até lá para conferir o que o game tem a oferecer. A Sony anunciou que o jogo terá um período de teste aberto ao público da modalidade multiplayer que vai de 2 a 14 de fevereiro.

Segundo informações divulgadas no blog oficial do PlayStation, quatro modos de jogo estarão disponíveis durante o período: Guerrilla Warfare, Warzone, Operations e Botzone. As batalhas ocorrerão na arena MP05 'Frozen Dam'.

A modalidade Guerrilla Warfare nada mais é do que o famoso "deathmatch", em que até 16 jogadores disputam em dois times pelo melhor placar. Operations e Warzone suportam no máximo 16 e 24 pessoas, respectivamente, e apresentam pequenas missões.

Já Botzone é a parte "solitária" da brincadeira, e permite que o jogador treine em um dos três modos supracitados ao lado de até 15 personagens controlados pela inteligência artificial.

Entre humanos e Helgasts

A série "Killzone" é de tiro em primeira pessoa - com exceção da versão para PSP, com perspectiva em terceira pessoa - e conta o conflito entre humanos e os Helghasts, ancestrais que colonizaram o planeta Helghan e sofreram mutações para se adaptar às condições hostis do lugar.

Exclusiva para PlayStation 3, a terceira versão traz uma novidade: o inédito jetpack, um equipamento voador que será utilizado para superar obstáculos e também em combate, dando nova dimensão para os tiroteios.

O game será lançado com suporte a 3D estereoscópico e ao controle PlayStation Move, bem como conteúdo totalmente localizado para o português do Brasil. A data de lançamento por aqui ainda não foi anunciada, mas o preço é de R$ 199.

domingo, 23 de janeiro de 2011

"Dead Space 2" tem código que libera armadura no jogo "Dragon Age 2"



Segundo informou a Electronic Arts, os jogadores que comprarem o game de terror espacial "Dead Space 2", ganharão um código especial que vai permitir desbloquear a armadura Ser Isaac of Clarke no jogo "Dragon Age 2", que será lançado no dia 8 de março.

Os jogadores que quiserem transportar Issac Clarke, protagonista de "Dead Space", para o mundo medieval de "Dragon Age 2", terão que comprar o jogo até o dia 31 de março, data em que expira a oferta. A armadura não é exatamente igual ao do jogo futurista - obviamente, ela possui uma aparência mais medieval - mas com características marcantes inspiradas na original.

Classificada como uma Heavy Armor, a armadura também aumenta os atributos do jogador, como os pontos de defesa e aumento nos danos críticos, entre outras vantagens. A EA também liberou um vídeo que mostra a armadura durante o jogo, que pode ser visto logo abaixo.

Terror no espaço

"Dead Space 2" coloca o jogador em um ambiente ainda mais caótico. No controle de Isaac Clarke os jogadores terão em suas mãos novas ferramentas para "cortar e desmembrar os Necromorphs", enquanto ele foge da estação espacial Sprawl. Além da campanha para um jogador, que será mais voltada para ação que a original, o game prevê um intenso componente multiplayer.

"Dead Space 2" chega às lojas no dia 25 de janeiro em versões para PlayStation 3, PC e Xbox 360.

Campeonato de "Zeebo F.C. Super League" dá Z-Credits aos melhores.

"Zeebo F.C. Super League" é jogo de futebol para Zeebo.

O site oficial do Zeebo no Brasil comunicou que está promovendo um campeonato do seu jogo de futebol "Zeebo F.C. Super League", que premiará dez campeões nas principais categorias do jogo com Z-Credits.

Para participar, basta baixar o jogo na rede ZeeboNet, entrar em campo e atualizar o ranking online do jogo. Das 15 categorias existentes, três farão parte das disputas: "Total de Gols", "Vitórias na Campanha Pró" e "Total de Trancos".

Os dez jogadores que marcarem as maiores pontuações em cada categoria até às 23h59 do dia 7 de fevereiro, ganharão Z-Credits que podem ser usados para comprar novos jogos, aplicativos ou horas de uso de internet.

A lista dos vencedores será divulgada no blog oficial do Zeebo a partir do dia 9 de fevereiro. Os prêmios estão limitados a uma pessoa por console.

Confira abaixo a premiação:

. 1º lugar - 10 mil Z-Credits
. 2º lugar - 7 mil Z-Credits
. 3º lugar - 5 mil Z-Credits
. 4º lugar - 3 mil Z-Credits
. 5º lugar- 2,5 mil Z-Credits
. 6º ao 10º lugar - 2 mil Z-Credits

Além disso, a rede ZeeboNet está com uma promoção chamada "Férias de Verão", que reduziu os preços de vários títulos em 50%, como "Zeebo F.C. Super League", que passa a custar 995 Z-Credits (equivalente a R$ 9,95) e o recém-lançado "Turma da Mônica - Vamos Brincar 1", que sai por 745 Z-Credits (R$ 7,45).

O Zeebo é um videogame que não usa mídia física: seus jogos são baixados através de uma rede 3G (no Brasil e no México, o console usa infraestrutura da operadora Claro), com preços que variam entre R$ 9,99 e R$ 29,99 por título. O aparelho sai por R$ 299, e está a venda nas principais lojas de varejo do Brasil.

Correção: "Mortal Kombat" sai nos Estados Unidos no dia 19 de abril.

Veja agora o novo trailer com movimentos de Mileena:


Ao contrário do que foi divulgado anteriormente, a data de lançamento de "Mortal Kombat" nos Estados Unidos está marcada para o dia 19 de abril. No Brasil, a previsão é que o jogo de luta esteja nas lojas especializadas na semana seguinte.

Segundo a assessoria de imprensa da Warner Bros., será comercializada no Brasil a edição 'standard' de "Mortal Kombat", com preço previsto de R$ 199,90. Não há planos de lançar a versão de luxo, que acompanha um controle arcade e outros bônus, no país.

A volta das fatalidades

"Mortal Kombat" está aos cuidados do recém-criado NetherRealm Studios, formado por ex-funcionários da Midway, supervisionado pelo criador da série e diretor de criação Ed Boon.

O novo capítulo da franquia de lutas sangrentas retornará com conteúdo maduro, diferente da última vertente que teve a participação de heróis e vilões da DC e foi classificado para acima de 13 anos. O nono "Mortal Kombat" volta com a promessa de combates ainda mais sangrentos, trazendo uma "reinvenção de seu clássico mecanismo 2D de luta", segundo a Warner.

"LittleBigPlanet 2" já superou número de usuários simultâneos de antecessor.


Segundo informações fornecidas pelo estúdio Media Molecule, o seu jogo "LittleBigPlanet 2" já é um grande sucesso, ultrapassando em muito o recorde de jogadores online simultâneos alcançado pelo título original.

"O número de usuários é realmente muito louco - nós já ultrapassamos em muito o nosso recorde de 'LittleBigPlanet' para o total de usuários online simultâneos. E isso é só com a América do Norte e alguns outros territórios", disse o fundador e diretor técnico da empresa, David Smith, para o site Eurogamer.

Ele continua, dizendo que "esperamos nos próximos dias dobrar o número de usuários online". Apesar de comentar que o número de usuários é muito grande, Smith não divulgou um número exato. Em 2009, "LittleBigPlanet" alcançou quase dois milhões de usuários, conforme revelou a Sony na época.

Sackboy em novas aventuras

"LittleBigPlanet 2" conta com um enredo mais desenvolvido, narrando a saga do pequeno Sackboy ao ser sugado por um aspirador interdimensional e parar em um local escuro e sinistro. Lá ele é salvo por Larry Da Vinci, líder de um grupo chamado A Aliança, que combate uma entidade conhecida como O Sugador.

O título é conhecido por ser uma ferramenta de criação de games, e este conceito foi expandido nesta segunda edição. Agora é possível fazer games de gêneros como corrida e tiro espacial, não se limitando aos de plataforma como no primeiro jogo.

"LittleBigPlanet 2" é exclusivo para PlayStation 3 e foi lançado no dia 18 de janeiro de 2011. No Brasil, ainda não há data divulgada, mas o preço é de R$ 199.

PS3 pode ganhar trilogia da série "Metal Gear Solid" em HD, diz revista.


Após receber a coletânea "God of War Collection" e "Prince of Persia HD Trilogy" em pacote remasterizado em alta definição, o PlayStation 3 pode ganhar mais uma grande franquia de sucesso adaptado para os televisores atuais.

De acordo com a revista oficial do PlayStation no Reino Unido, fontes afirmam que a Konami pretende seguir o mesmo caminho da Sony e da Ubisoft e relançar um blu-ray com a trilogia de "Metal Gear Solid" em alta definição.

Ainda não se sabe, entretanto, como será a atualização dos gráficos da primeira aparição da franquia, que foi lançada em 1998 para o PlayStation e ganhou uma versão atualizada para o GameCube em 2004.

A Konami e a Sony ainda não comentaram o assunto e, por este motivo, o assunto ainda deve ser tratado como mero rumor.

Derradeira missão

Único jogo da série lançado até o momento para o PlayStation 3, "Metal Gear Solid 4" marca o fim de uma era: neste episódio, o velho protagonista Solid Snake sai de cena. A sua última missão é eliminar seu arqui-inimigo Liquid Ocelot.

Para isso, o jogador passa por campos de batalha no Oriente Médio e na América do Sul, lutando com técnicas de CQC (combate a curta distância) e com equipamentos de última geração, incluindo o SolidEye, um visor que identifica os objetos do cenário, e o OctoCamo, um disfarce ativo que mimetiza o ambiente ao redor. Snake ainda contará com a ajuda de Metal Gear Mk. II, um pequeno robô controlado remotamente.

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Atualização obrigatória do Xbox 360 bloqueia "Call of Duty" piratas.


A última atualização obrigatória disponibilizada pela Microsoft para o Xbox 360 foi anunciada pela empresa como uma simples correção para erros de programação, mas aparentemente entrega mais do que oferece e também serve de pegadinha para bloquear os usuários de jogos piratas.

A correção de erro de programação citada nada mais é do que a reinstalação da possibilidade de se iniciar automaticamente um disco já inserido no console antes de ligá-lo. Tal funcionalidade existia desde os primeiros lotes de Xbox 360, mas foi retirada acidentalmente em novembro passado.

Ação antipirataria

Já o "extra" apontado pelos usuários afeta diretamente quem utiliza discos piratas dos jogos "Call of Duty: Black Ops" e Call of Duty: Modern Warfare 2". Segundo relatos de alguns membros do fórum Xbox-Scene, a atualização coincidentemente proibe que versões piratas de ambos os jogos de tiro continuem rodando no console.

Alguns dos usuários reclamaram do longo tempo de download destinado à atualização, incomum em pacotes desse tipo, e alegam que a Microsoft teria incluído alguma correção no sistema que habilita uma funcionalidade antipirataria que bloqueia cópias desses dois jogos. Além deles, cópias ilegais de "Halo: Reach" também pararam de funcionar, segundo relatos.

Só no Japão: socorro! A pré-venda do Nintendo 3DS sumiu!

Na Yodobashi Camera de Akihabara, japoneses aguardam para fazer a pré-compra do Nintendo 3DS.


Os japoneses adoram videogames. E são ansiosos. Toda vez que aparece aquele jogão ou um novo console, todos correm para reservar ou aguardam em longas filas, formadas ainda de madrugada, para comprar o mais cedo possível.

Mas com o Nintendo 3DS, o portátil que vem para suceder o DS - aliás, foi o assunto da semana -, esse hábito parece estar chegando a novos patamares.

É que nesta quinta-feira (20) foi liberada a pré-venda do portátil - e a procura foi enorme. Agências de notícias relatam que na Amazon japonesa, depois de uma grande quantidade de acessos que deixou o site lento, os lotes sumiram em 30 minutos.

Em lojas físicas, há relatos de fila de 600 pessoas em Osaka e, em Akihabara, famoso bairro que é considerado o paraíso dos nerds e geeks, cerca de 250 pessoas estavam na Yodobashi Camera Akiba, a maior loja de eletrônicos da região.

Vale lembrar que tudo isso é apenas para fazer a reserva. O portátil em si chega somente em 26 de fevereiro. Segundo lojistas, "apenas" 400 mil unidades do 3DS estarão disponíveis no lançamento, e isso talvez tenha aumentado ainda mais a procura. Nos Estados Unidos, o portátil vem em 27 de março, por US$ 249,99.

Quadrinho de 1985 trouxe portátil similar a Nintendo 3DS e virou assunto no Japão.


Visão do futuro

O 3DS também foi assunto por outro motivo. Tudo por causa de um episódio do quadrinho "Doraemon", um dos personagens mais queridos do Japão. Para quem não sabe, trata-se de um robô vindo do futuro, que tenta ajudar o garoto Nobita (um ancestral de seu criador) com suas engenhocas avançadas.

No capítulo em questão, o garoto ganha um spray que clona qualquer objeto - e faz isso com um suposto portátil de última geração, muito parecido com o 3DS. Suspeita-se que a inspiração tenha vindo do Game & Watch - que, aliás, é a inspiração do DS -, mas a coincidência é incrível.

Por fim, na esteira do sucesso de "Minecraft", 63 usuários construíram o cenário de "Laputa: Castle in the Sky", desenho de autoria de Hayao Miyazaki (aquele de "A Viagem de Chihiro" e "O Castelo Animado"). O projeto consumiu 19 horas e é um dos maiores mapas construídos no Japão.

Gearbox anuncia "Duke Nukem Forever" para 3 de maio nos EUA.



A espera para jogar "Duke Nukem Forever" (pode) não ser eterna, pois a Gearbox Software anunciou que os jogadores poderão transformar os oponentes do game em "peneiras" a partir de 3 de maio. Já o lançamento mundial acontece três dias depois, em 6 de maio.

"O momento pelo qual os fãs de todo o mundo esperam está quase chegando. O dia 3 de maio de 2011 marca o retorno de Duke. Sua volta será épica e uma das que fará parte da história dos games", disse Christoph Hartmann, presidente da 2K Games (distribuidora do game), ao site da revista americana Game Informer.

O lançamento de "Duke Nukem Forever" já era previsto para algum dia de 2011. Em setembro passado, o jornal americano The Wall Street Journal anunciou que a Gearbox pretendia disponibilizá-lo ainda neste ano, mas sem uma confirmação de data.

"Duke Nukem Forever" está em desenvolvimento para PC, Xbox 360 e PlayStation 3.


Novela sem fim.

Em 27 de abril de 1997, a 3D Realms anunciava "Duke Nukem Forever", sequência para o aclamado "Duke Nukem 3D". Inicialmente, o jogo seria desenvolvido através da tecnologia gráfica de "Quake II" e estava previsto para 1998, mas, como se sabe, sucessivos adiamentos e problemas, que perduram até hoje, transformaram o projeto em uma piada da indústria.

Em 1998, ao invés do lançamento, a produtora anunciou a primeira grande mudança em "Duke Nukem Forever", que passaria a empregar a tecnologia gráfica de "Unreal", postergando a chegada às prateleiras para o ano seguinte. Mas, em 1999, a 3D Realms voltou atrás e resolveu atualizar o jogo para a versão mais recente do motor gráfico. "Duke Nukem Forever" agora estava previsto para 2000.

Um ano depois, a Gathering of Developers anunciou a aquisição dos direitos de distribuição do game, adiado para 2001 pela 3D Realms. Na E3 daquele ano, a produtora mostrou um trailer impressionante do jogo, mas com o fechamento da Gathering, nos meses seguintes, o projeto, agora sob a batuta da Take-Two, foi novamente jogado no limbo.

Em 2002, a 3D Realms voltou à prancheta, com uma nova equipe de programadores, e refez 95% do trabalho de design de fases. O jogo, agora com a tecnologia Unreal Engine 2, sofreu uma enorme reformulação. No ano seguinte, Jeffrey Lapin, CEO da Take-Two, disse que "Duke Nukem Forever" não seria lançado naquele ano e, meses depois, revelou que a 3D Realms afirmara que o jogo era esperado para 2004 ou 2005.

Em 2006, George Broussard, líder da companhia, negou que o game estaria sendo desenvolvido através da tecnologia gráfica de "Doom 3" (da Id Software), afirmando que agora o projeto estava em fase de "polimento". No ano seguinte, uma nova imagem foi revelada em um anúncio de empregos da 3D Realms.

Ainda em 2007, o título ressurgiu na forma de um pequeno trailer e neste ano a produtora chegou a comentar sobre o desenvolvimento do game, dando mais esperanças sobre o lançamento do título. No começo de 2009, uma versão avançada do game foi mostrada ao pessoal da Take-Two, segundo George Broussard, fundador do estúdio, mas no decorrer do ano, a 3D Realms anunciou o fechamento do estúdio e o cancelamento do game, que agora está sendo retomado pela Gearbox.

"Gran Turismo 5" vende 560 mil cópias em dezembro nos EUA.


Após seguidos atrasos, "Gran Turismo 5" começa a mostrar seu poder de venda nas lojas. Segundo dados divulgados pela empresa de pesquisa do varejo NPD Group, o simulador automobilístico do PlayStation 3 teve saída de 560,5 mil unidades em dezembro.

De acordo com o NPD, os números são expressivos, mas abaixo da estimativa da própria Sony e da produtora do jogo, a Polyphony Digital. De qualquer forma, o jogo alcançou a nona posição nas vendas de novembro, mês de seu lançamento.

"Gran Turismo 5" chegou às lojas dos Estados Unidos em 24 de novembro. A Sony afirma que desde então, 5,5 milhões de unidades foram enviadas ao mundo, sendo que 1,25 milhões são destinadas ao mercado norte-americano.

Outra aposta da Sony é que o jogo ainda venda muitas cópias no futuro, já que o título pode ser considerado um fator decisivo para novos consumidores comprarem consoles PlayStation 3. Além disso, "Gran Turismo 5" é considerado um tipo de jogo que dificilmente fica ultrapassado até que um novo capítulo da série seja lançado, o que pode lhe render uma longa vida de vendas.

Correndo por aí

Entre muitas atrações, "Gran Turismo 5" tem mais de mil carros, dezenas de pistas, modalidade multiplayer online, álbum de fotos e de replays. O modo de fotografia permite captar imagens durante a corrida, como antes, mas também há um ambiente específico para isso. O Gran Turismo TV também está de volta, e agora permite ver os vídeos no PSP.

"Gran Turismo 5" é um game exclusivo para PlayStation 3.

Desafio em "Red Dead Redemption" dá acessório para avatares do PS3 e X360.


Os fãs do multiplayer de "Red Dead Redemption" têm um motivo a mais para se dedicar à modalidade, pois a produtora Rockstar iniciou, na última quarta-feira (19), o evento "Rockstar XP Challenge", que rende roupas temáticas para os avatares de Xbox 360 e os personagens de Home, para PlayStation 3.

De acordo com a produtora, o evento, que não tem data para terminar, consiste em participar de partidas ao lado de outros jogadores e acumular experiência. Os pontos obtidos são convertidos para uma barra especial exibida nesta página, e os prêmios serão entregues quando completar 100%.

Os prêmios em questão são o traje elegante de John Marston, o protagonista do game, e uma camiseta, ambos em versões para personagens masculinos e femininos. Entretanto, a produtora não deixou claro se eles são exclusivos para os jogadores que preencherem a barra de experiência primeiro ou se todos recebem os itens ao cumprir o objetivo.

A lei do Oeste

"Red Dead Redemption" é a representação máxima do faroeste nos videogames. Sequência de "Red Dead Revolver", de 2005. O game é ambientado no começo do século 20 e os eventos da história retratam o fim do Oeste Selvagem e a chegada da civilização moderna, com tudo de bom e ruim que acompanha essa transição.

O título está disponível para Xbox 360 e PlayStation 3.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Lojas americanas listam games de Nintendo 3DS entre US$ 40 e US$ 50.

Nintendo 3DS chega aos EUA em 27 de março, ao preço de US$ 249,99.

Agora que a Nintendo revelou que o 3DS chegará ao mercado norte-americano no dia 27 de março pelo preço de US$ 248,99, inclusive com opção de menu para português do Brasil, as atenções se voltam para o valor que os seus títulos serão vendidos no mercado.

Ainda sem uma declaração oficial da Nintendo sobre preços dos jogos, algumas lojas virtuais pertencentes a grandes redes varejistas - GameStop e Amazon - listam jogos do 3DS com valores entre US$ 39,99 e US$ 49,99 nos Estados Unidos.

Os preços são mais altos que os games para o atual Nintendo DS, em que o valor costuma oscilar entre US$ 19,99 e US$ 39,99.

O site Eurogamer revelou que lojistas do Reino Unido confirmaram um preço padrão de 39,99 libras esterlinas para a região, embora algumas lojas tenham valores mais baixos, chegando a 32,99 libras. Na Amazon francesa os preços vão de 49,95 euros a 59,95 euros.

Já no Japão, os preços dos jogos também serão mais "salgados" que o tradicionalmente cobrado em games para DS, com títulos custando entre 4.800 ienes (US$ 57) até 6.090 ienes (US$ 73).

Capcom anuncia "Resident Evil: The Mercenaries 3D" para o terceiro trimestre.



A produtora Capcom anunciou que "Resident Evil: The Mercenaries 3D", jogo da série de sobrevivência para Nintendo 3DS, chega às lojas norte-americanas no terceiro trimestre de 2011.

Em dezembro, a revista japonesa Famitsu revelou que "Resident Evil: The Mercenaries 3D" apresenta um sistema de controle parecido com o dos jogos anteriores da série, exceto pela adição do uso da tela de toque e a possibilidade de se mover e atirar ao mesmo tempo.

Segundo a publicação, quatro personagens estão confirmados: Chris Redfield, Claire Redfield, Hunk e Jack Krauser. Todos possuem habilidades distintas de defesa e suporte, e é possível alterar algumas características de cada um deles.

A revista também mencionou que o jogo conta com opções para partidas cooperativas utilizando a conexão Wi-Fi do portátil, bem como diversos extras que só são habilitados após terminar os desafios principais.

Tridimensional e portátil

O novo portátil foi revelado pela primeira vez em conferência realizada pela Nintendo em junho, antes da edição 2010 da E3. A principal novidade do sucessor do DS é a presença de uma tela widescreen capaz de processar gráficos com efeito 3D estereoscópico sem a necessidade de usar óculos especiais.

Assim como o antecessor, o portátil também apresenta uma tela inferior sensível ao toque. Entre outros atrativos, o videogame permite tirar fotos em 3D e se conecta à internet via Wi-Fi.

O Nintendo 3DS chega aos Estados Unidos em 27 de março por US$ 249,99, com suporte ao idioma português do Brasil. No início, o portátil estará disponível nas cores Aqua Blue (azul) e Cosmo Black (preto).

Antes disponível somente com Zeebo, controle Dragon agora é vendido nas lojas.


A Tectoy, empresa que distribui o Zeebo no Brasil já está distribuindo aos lojistas especializados em brinquedos e eletrônicos o segundo modelo do controle do console, chamado de Dragon.

Também disponível com as novas versões do Zeebo vendido nas lojas, o controle Dragon se diferencia do seu antecessor pelo design mais próximo ao do controle Dual Shock do PlayStation, além de ser mais leve e mais ergonômico.

Os usuários do Zeebo que já possuíam o primeiro modelo do controle, intitulado Z-Pad, receberam em suas casas uma unidade do Dragon, além do teclado exclusivo do console, mas não o encontravam à venda nas lojas.

Segundo o blog especializado no console, o Zeebo Brasil, o antigo Z-Pad começa a ser retirado do mercado, e provavelmente deixará de ser comercializado em breve, dando lugar ao Dragon. De acordo com o blog, o preço praticado para o novo controle é o mesmo do modelo antigo: R$ 59,90.

O Zeebo é um videogame que não usa mídia física: seus jogos são baixados através de uma rede 3G (no Brasil e no México, o console usa infraestrutura da operadora Claro), com preços que variam entre R$ 9,99 e R$ 29,99 por título. O aparelho sai por R$ 299, e está a venda nas principais lojas de varejo do Brasil.

Microsoft quer 'apps' para Windows Phone 7 de ciberpirata que desbloqueou PS3.

Cirberpirata George Hotz é acusado de violar o sistema de segurança do PS3.

A essa altura todos já devem conhecer o ciberpirata George Hotz (também conhecido como Geohot), que quebrou o sistema de segurança do PlayStation 3 e que está para ser processado pela Sony.

Entre batalhas judiciais, a Microsoft tomou uma medida contrária à da rival, e incentivou Hotz a produzir aplicativos para o seu Windows Phone 7.

"Geohot, se você quiser criar coisas legais para o Windows Phone 7, mande-me um e-mail e a equipe lhe dará um telefone - deixe a criatividade florescer", escreveu em seu Twitter o líder da equipe do Windows Phone 7, Brandon Watson.

O ciberpirata também foi responsável pela quebra da proteção do iPhone, aparelho celular multimídia da Apple.

A primeira audiência referente ao processo legal movido pela Sony contra Geohot foi adiada pela corte de São Francisco devido a "conflito de jurisdição".

Desta forma, a Sony terá de esperar para tentar prender Geohot e confiscar todos os seus equipamentos usados para criar a invasão, assim como remover o "jailbreak" de sites de hospedagem. Até esse dia, diversos sites mantém os arquivos necessários para invadir o PlayStation 3 gratuitamente.

Falha de segurança

De acordo com a entrevista de Geohot ao site da BBC, o PlayStation 3 está irreversivelmente aberto para programas não autorizados. "O console está comprometido completamente e não há chance de retorno. A única forma de resolver isso é criando um novo hardware e a Sony deve aceitar isso", enfatiza.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Nintendo 3DS sai nos EUA em 27/03 por US$ 249,99.

Novo portátil da Nintendo tem poder gráfico bem superior ao modelo atual.


Em evento realizado em Nova York nesta quarta-feira (19), a Nintendo anunciou que o 3DS, portátil que exibe imagens em 3D estereoscópico e vem para suceder o DS, será lançado nos Estados Unidos em 27 de março, pelo preço de US$ 249,99.

O portátil chega ao mercado norte-americano em duas versões de cores, aqua blue e cosmo black, e o pacote acompanha acessórios como um cartão SD de 2 GB de capacidade e uma base recarregadora.

Além de games em cartão, o jogador também poderá obter games por download, através de uma loja especial, chamada E-Shop, acessada pelo próprio aparelho. Além de games para DS e 3DS, também estarão disponíveis títulos para Game Boy e Game Boy Color, através do serviço Virtual Console. A Nintendo pretende ter mais de 30 jogos disponíveis para o portátil até o fim do primeiro semestre.

Tridimensional e portátil

O novo portátil foi revelado pela primeira em conferência realizada pela Nintendo em junho, antes da edição 2010 da E3. A principal novidade do sucessor do DS é a presença de uma tela widescreen capaz de processar gráficos com efeito 3D estereoscópico sem a necessidade de usar óculos especiais.

Assim como o antecessor, o portátil também apresenta uma tela inferior sensível ao toque. Entre outros atrativos, o videogame permite tirar fotos em 3D e se conecta à internet via Wi-Fi.Fonte UOL.

Nintendo 3DS pode ter trava de região, diz fabricante.

Nintendo 3DS possui duas telas: uma exibe imagens em 3D, a outra é sensível ao toque.

Na primeira quinzena de janeiro, uma resposta enviada pela Nintendo a um consumidor da Coreia do Sul sugeriu que o Nintendo 3DS poderia ter trava de região, o que impediria o funcionamento de jogos em portáteis de áreas diferentes.

Agora, oficialmente, a companhia afirmou que existem diferentes modelos do 3DS por região, e, assim, depende de uma programação nos games para que a bloqueio de região seja ativada.

"Há a possibilidade de que jogos para Nintendo 3DS vendidos em uma região não funcionem adequadamente quando utilizados em portáteis comercializados em outra", explicou a Nintendo.

Segundo a companhia, isso acontece porque a empresa desenvolveu versões diferentes do portátil para atender as restrições, opções de controle de conteúdo e leis de cada país onde o videogame vai ser comercializado. Além disso, as redes online são diferentes por região.

Até o momento, o portátil possui três "versões" anunciadas: japonesa, norte-americana e europeia/australiana.

Tridimensional é mais legal

Revelado pela Nintendo em conferência realizada antes da E3 2010 e com lançamento marcado para março no mercado ocidental, a principal diferença entre este modelo e os antecessores é a presença de uma tela widescreen capaz de processar gráficos com efeito 3D estereoscópico sem a necessidade de usar óculos especiais.

Assim como o antecessor, o 3DS também apresenta uma tela inferior sensível ao toque. Entre outros atrativos, o videogame permite tirar fotos em 3D e se conecta à internet via Wi-Fi.

O 3DS chega ao Japão em 26 de fevereiro de 2011, por 25 mil ienes (cerca de US$ 300). Nos Estados Unidos, foi anunciado para março do mesmo ano, e a tanto a data quanto o preço devem ser confirmados no evento a ser realizado pela Nintendo nesta quarta-feira (19).Fonte UOL.

Sony lança game ´DC Universe`

Se transformar em um super-herói ou em vilão e lutar ao lado de Batman, Flash, Super-Homem, Coringa e Lex Luthor é possível graças ao "DC Universe", o novo videogame multiplayer online da Sony, disponível para PlayStation 3 e PC.
"O jogador terá a oportunidade de se transformar em um super-herói ou em um vilão e criar sua própria fantasia no universo do DC Comics.Fonte IG.







"Gears of War Triple Pack" vai reunir os dois primeiros games da série e mapas extras.



Confirmando os boatos de um pacote contendo os dois primeiros games da série "Gears of War", a Epic Games oficializou a data de lançamento de "Gears of War Triple Pack" para o dia 15 de fevereiro, pelo preço de US$ 30.

Além dos dois games, o pacote vai incluir também a expansão "Gears of War 2: All Fronts Collection", com 19 mapas para o modo multiplayer e a campanha extra "Road to Ruin". O pacote contém no total 38 mapas, 61 capítulos de campanha e conquistas num total de 3.000 pontos gamerscore.

Porém nem todo conteúdo já lançado estará dentro do disco, como mapas do primeiro jogo do pacote "Multiplayer Map Pack 1" e as arenas do "Hidden Fronts Map Pack" de "Gears of War 2" serão distribuídos via download gratuito na Xbox Live para quem comprar o pacote.

Esse pacote, segundo a Microsoft, é um ótimo ponto de partida para quem ainda não conhece a série para se familiarizar com "Gears of War 3", que tem previsão de chegar ao mercado no final de 2011.

Ponto final

A série "Gears of War" foi aclamada pela crítica e mostra uma história focada no Esquadrão Delta, um grupo de soldados que recebe a missão de salvar o planeta Sera do exército de Locusts, criaturas horrendas que vêm do subterrâneo.

Revelado em meado de abril, "Gears of War 3" fecha a trilogia que narra o conflito dos humanos, representados pela trupe de Marcus Fenix, contra os Locusts.

Processo contra George Hotz, o ciberpirata do PS3, é adiado.

Cirberpirata George Hotz é acusado de violar o sistema de segurança do PS3.

A primeira audiência referente ao processo legal movido pela Sony contra o ciberpirata George Hotz (também conhecido como Geohot) já esbarra em seu primeiro obstáculo. A corte de São Francisco decidiu adiar a data do primeiro encontro judicial devido a "conflito de jurisdição".

A juíza Susan Illston, da corte de São Francisco, questiona se é apropriado levar o caso para a Califórnia, já que o acusado, no caso, George Hotz, teria violado a segurança do PlayStation 3 diretamente de sua residência, no estado de Nova Jersey.

Segundo os advogados da Sony, a invasão ao PlayStation 3 foi divulgada em serviços hospedados em sites registrados na Califórnia, como o microblog Twitter e o site de hospedagem de vídeos YouTube. Além disso, a Sony alega que "Geohot" recebia doações de fãs através do site PayPal, também instalado no mesmo estado.

Illston rebate afirmando que se a Sony estivesse certa e todos os casos envolvendo o PayPal fossem levados à sua corte, não haveria espaço para tantos processos, devido ao grande número de usuários do serviço espalhados pelo mundo. "Isto não está certo. Acreditar que o mundo todo está sujeito a fazer parte de minha jurisdição é realmente uma ideia difícil de aceitar".

Desta forma, a Sony terá de esperar para tentar prender Geohot e confiscar todos os seus equipamentos usados para criar a invasão, assim como remover o jailbreak de sites de hospedagem. Até esse dia, diversos sites mantém os arquivos necessários para invadir o PlayStation 3 gratuitamente.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Sony admite problemas do Gran Turismo 5 apontados pela Folha.


A Sony DADC, fabricante de jogos do Play Station 3 para a Sony Brasil, admitiu a existência de um "pequeno lote inicial de discos do game GT5 PS3 [Gran Turismo 5, para Playstation 3] com desalinhamento da arte gráfica impressa no mesmo".

O problema foi apontado pela Folha no final do mês de dezembro. Consumidores estavam pagando até R$ 200 por exemplares oficiais do jogo Gran Turismo 5 com aspecto de falsificado e outros problemas.

Os compradores consultados relavam problemas como estampa do Blu-ray com cara de falsificada, marcas de dedos nas mídias que estavam teoricamente lacradas, manuais mal impressos e caixas genéricas.

Agora, de acordo com a Sony DADC, "o problema foi corrigido de imediato para os discos produzidos nos lotes seguintes".

Os problemas não afetam o funcionamento do jogo.Fonte Folha de São Paulo

Oito jogos clássicos do NeoGeo chegam ao PSP; games custam US$ 7 cada.


No mês de dezembro, a SNK Playmore lançou o serviço NeoGeo Station para distribuir jogos do console para PlayStation 3 e PSP. Entretanto, apenas dois games estavam disponíveis para o portátil no lançamento ("Fatal Fury" e "Metal Slug"), quadro que mudará na atualização da PlayStation Store desta terça-feira (18).

De acordo com as informações divulgadas, o PSP recebe os demais jogos que já são acessíveis aos donos de PlayStation 3, a saber: "Alpha Mission II", "Art of Fighting", "Baseball Stars Professional", "League Bowling", "Magician Lord", "Samurai Showdown", "Super Sidekicks" e "The King of Fighters '94". Cada um sai por US$ 6,99.

Ao contrário das versões para PlayStation 3, vale lembrar que os títulos para PSP não possuem opção para jogo online.

Comemoração

O lançamento do serviço Neo Geo Station foi uma comemoração ao aniversário de 20 anos do console, celebrado no último mês de dezembro. Disponiblizado em duas versões distintas, uma só aceitava cartuchos e outra lia apenas informações contidas em CDs.

Entre os clássicos que tiveram versões para o console estão títulos como "The King of Fighters", "Metal Slug", "Super Sidekicks", "Samurai Shodown", "Aero Fighters", "Magician Lord" e muitos outros.

Ciberpiratas atacam banco de dados de "Modern Warfare 2" no PS3.


Os jogadores de "Call of Duty: Modern Warfare 2" que se sentiram enganados pelos seguidos ataques e manipulações dos ciberpiratas no jogo para PlayStation 3 acabam de ganhar um grande apoio. A própria produtora do jogo, a Infinity Ward, sente as dores desses jogadores, mas pede que não seja criticada por um erro que não cometeu.

Segundo o estrategista de criatividade da produtora, Robert Bowling (também conhecido como fouzertwo), o grande problema é a falta de compromisso da Sony em garantir a segurança do PlayStation 3. "A Sony ficou sabendo recentemente de uma brecha na segurança do PlayStation 3 que resultou em ataques e invasões aos jogos", disse Bowling disse ao fórum oficial da Infinity Ward "'Modern Warfare 2' não é uma exceção para esse problema de invasão e nós entendemos que alguns de vocês possam ter problemas com estatísticas e outras informações associadas nele".

Segundo alguns jogadores, a versão para PlayStation 3 de "Modern Warfare 2" está recebendo seguidos ataques e invasões que afetam as estatísticas que, em alguns casos, chega a deletar até o progresso dos jogadores. O problema chegou até a Infinity Ward através da reclamação de um dos usuários do fórum, conhecido como ktell. Segundo ele, tal problema causou o sumiço de todo o seu progresso no jogo, acumulado em cerca de 27 dias corridos.

Indignado, ktell afirma também que os ciberpiratas modificaram seu status online com mensagens de conteúdo vulgar, além de perder os seus dados anteriores a cada vez que efetua um novo login. O jogador exige que a Infinity Ward recupere todo o seu progresso e alega que, apesar de a Sony não ter agido contra a pirataria, a Infinity Ward deveria ter cuidado para banir esse tipo de ciberpirata infiltrado no jogo online.

Apesar disso, Bowling afirma que a Infinity Ward não possui forças para agir contra estas invasões. "Os jogos contam com um sistema de segurança de encriptação de acordo com as plataformas em que estão rodando, portanto, pacotes de atualizações por download não resolverão esse problema, a menos que o problema de segurança seja resolvido. Lamentavelmente, os jogos da série 'Call of Duty' estão repletos de hackers, devido à grande quantidade de jogadores e popularidade. No entanto, o número de jogadores legítimos supera o das maçãs podres", enfatiza.

Para o futuro, a Infinity Ward pensa em não confiar tanto nas fabricantes dos consoles, para evitar que situações como essas voltem a acontecer "Nossos planos para o futuro é ajustar a nossa aproximação com esses jogadores e não confiar somente nos fabricantes dos consoles. Com isso, reduziremos as chances de que isso aconteça em nossos jogos, assim como foi feito pela Treyarch em 'Call of Duty: Black Ops'".

Se uma solução para esse problema ainda parece distante para a Infinity Ward, Bowling sugere aos jogadores que apenas participem de partidas com amigos e conhecidos a fim de evitar uma invasão inesperada. Sobre a restauração de dados perdidos anteriormente, uma má notícia: "Neste momento, nós não temos como restaurar ou ajustar qualquer tipo de estatística individual de jogadores". Pelo jeito, ktell e os demais jogadores lesados pela invasão terão de começar o seu ranking do zero. E dessa vez, somente com os amigos.

Sony investiga usuários que usam programas para habilitar Troféus na PSN.


E o ataque dos ciberpiratas ao PlayStation 3 parece não ter fim. Além de ter de lutar contra o tempo para reverter os prejuízos causados por George "Geohot" Hotz e a turma do fail0verflow com seu firmware personalizável, a Sony agora tem outra questão para se preocupar - as trapaças com o desbloqueio de troféus da PlayStation Network.

Via comunicado oficial, a Sony informa que está investigando alguns usuários que usam sofwares não-autorizados para habilitar troféus dos jogos de PlayStation 3 de forma fraudulenta. Os troféus funcionam no Playstation 3 de forma semelhante às conquistas do Xbox 360. Mas a existência desses programas é uma ameaça ao sistema para quem se dedica longas horas para obtê-los.

Para conquistar tais prêmios de forma tradicional, o jogador deve realizar diferentes tarefas nos jogos, como terminar o modo de história ou ganhar jogos específicos em modo multiplayer. Os ciberpiratas, entretanto, conseguem destravar todos os troféus dos jogos de forma instantânea e automática, para posteriormente, exibir seus "feitos" aos seus amigos na rede PlayStation Network.

Falha de segurança

De acordo com a entrevista de GeoHotz ao site da BBC, o PlayStation 3 está irreversivelmente aberto para programas não autorizados. "O console está comprometido completamente e não há chance de retorno. A única forma de resolver isso é criando um novo hardware e a Sony deve aceitar isso", enfatiza.

Codemasters trabalha em jogo de Fórmula 1 para navegadores de internet.



Após o lançamento de "F1 2010" para o Xbox 360, PlayStation 3 e PC, a Codemasters está disposta a aproveitar o licenciamento da principal categoria do automobilismo para criar um novo game online, agora previsto para rodar em navegadores de internet.

A produtora britânica está buscando profissionais especialmente para trabalhar em um novo projeto, descrito como "jogo de serviço online". A nova equipe trabalhar nos escritórios de Warwickshire, na Inglaterra, e mais informações sobre o cargo podem ser conferidas diretamente no site da Codemasters.

"A Formula 1 é incrivelmente popular em diversos países, particularmente em locais onde a preferência pelos jogos online é igualmente grande ou está em constante crescimento, como Índia, Brasil, Coreia e China. O potencial do projeto é claro", explicou o vice-presidente da Codemasters Online, David Solari. "Comprovamos que a a Fórmula 1 é uma grande marca a ser explorada nos games e iremos trabalhar em cima disso", finaliza.

Sinal verde

Lançado em setembro de 2010, "F1 2010" se tornou um dos jogos de maior sucesso da Codemasters na atual geração, ao lado de outros clássicos da companhia, como "Grid". O jogo conta com todos os pilotos, equipes, carros e pistas da temporada de 2010, fielmente recriados com o auxílio de pessoas envolvidas diretamente com o esporte. O motor gráfico Ego (a mesma tecnologia por trás de "Grid" e "DiRT") é o responsável por rodar o game.

O título também apresenta uma grande variedade de opções de jogo, como um "inovador" modo de carreira, testes contra o tempo e campeonatos. Há ainda sistemas de dano nos veículos e clima dinâmico, além de opções multiplayer.

Lançamentos: com poderosa ferramenta de edição, "LittleBigPlanet 2" chega ao PlayStation 3.



Para os proprietários do PlayStation 3, as primeiras semanas de 2011 parecem uma espécie de Natal atrasado, dado o ritmo de lançamentos, como "LittleBigPlanet 2" que chega no dia 18/01 ao console da Sony.

Previsto originalmente para novembro de 2010, o jogo foi adiado para janeiro pela produtora MediaMolecule, que declarou precisar de mais tempo para entregar "a melhor experiência possível" para os jogadores. O game, que traz de volta os carismáticos bonecos de pano, conta com uma poderosa ferramenta de edição, que permite aos jogadores criar e compartilhar não apenas estágios de plataforma, como no primeiro "LittleBigPlanet", mas sim jogos dos estilos mais variados.

O PlayStation 3 recebe também o premiado RPG de ficção científica "Mass Effect 2", lançado no início de 2010 para PC e Xbox 360. Os fãs de ação e tramas futuristas podem se interessar por "Mindjack", da Square Enix, para PS3 e Xbox 360.

O Nintendo DS segue com sua safra de bons lançamentos, com a chegada de "Plants vs. Zombies", versão portátil do inusitado e viciante puzzle da PopCap Games em que o jogador controla um exército de plantas para proteger seu jardim de uma infestação zumbi.

Veja a lista dos jogos que serão lançados nos EUA nos próximos dias:

DS
. Plants vs. Zombies

PC
. Venetica

PS3
. LittleBigPlanet 2
. Mass Effect 2
. Mindjack

Xbox 360
. Mindjack

As datas de lançamento dos jogos citados acima estão sujeitas à alteração. Não há previsão de novidades para Wii, PlayStation 2 e PSP de acordo com o calendário das principais revendas de jogos norte-americanas.