Quer Participar do "Espaço do Internauta"? Envie seu vídeo para
midiajogos@yahoo.com

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Governo quer estender política de tablets para TVs e telefones.


O ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, disse hoje que o governo vai estender para telefones e televisores a política de conteúdo nacional aplicada aos tablets.

Para esse caso, fabricantes com 20% de conteúdo local, no primeiro ano, e 80% em três anos, têm isenção de 31% nos impostos federais.Fonte FOLHA.

"Para ter incentivo fiscal, vai ter que ter conteúdo nacional", disse Mercadante, depois de encontro com industriais da Mobilização Empresarial pela Inovação, na CNI (Confederação Nacional da Indústria).

O ministro afirmou que o Brasil tem hoje o sétimo mercado do mundo de tecnologia de informação, estimado em R$ 186 bilhões, assim como o terceiro em venda de computadores. Ele lamentou que o déficit da balança comercial nesse grupo de produtos é de US$ 19 bilhões.

"Somos um grande mercado, com muitos produtos importados. Vamos aumentar a exigência de conteúdo nacional", reforçou.

Mercadante disse ainda que o governo vai fazer uma política agressiva para softwares de jogos, que, segundo ele, empregam mais de 500 mil brasileiros.

"É uma indústria muito promissora e nós precisamos fomentar essa atividade estimulando a produção de conteúdo local", disse.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Microsoft promete triplicar lista de games para Kinect até o final do ano.


O Kinect já está na praça há algum tempo, mas sua lista de jogos não é das mais expressivas. Entretanto, a Microsoft promete modificar essa situação até o final do ano.

De acordo com o site Joystiq, a Microsoft prometeu triplicar a relação de títulos para o periférico ainda neste ano, e que alguns deles serão exibidos durante a E3 2011, que acontece de 7 a 9 de junho.

"Em antecipação a outro recorde em 2011, a Microsoft anuncia que a quantidade de jogos para Kinect vai triplicar até o final do ano. [O site] Wikipedia atualmente lista 26 jogos para Kinect, com mais 26 em desenvolvimento. Uma triplicação indicaria mais 26 títulos adicionais que ainda não são conhecidos", disse a Microsoft em nota.

Xbox 360 em movimento

O Kinect é um acessório para o Xbox 360 que permite aos jogadores interagirem com o videogame sem a necessidade do controle. O sistema funciona com uma câmera de aproximadamente 23 cm de comprimento horizontal, que permite o alcance de até 2,7 metros de altura e 4 metros de profundidade.

Jogo de detetive da Rockstar, "L.A. Noire" não tem legendas em português.



Os crimes da cidade de Los Angeles nos anos 40 estão chegando com “L.A. Noire” nesta terça (17), mas para resolvê-los será necessário ter o domínio da língua inglesa, pois o jogo não será traduzido para o português.

A informação da ausência de legendas ou diálogos em português veio direto da assessoria de imprensa da Rockstar ai ser questionada.

Dessa forma, “L.A. Noire” não vai integrar a lista de games localizados para o Brasil, como foi o caso de “Halo 3”, “Killzone 3”, ou outros jogos como “Heavy Rain” que foi localizado para o português de Portugal e facilitou o entendimento da trama. Entretanto, vale lembrar que estes jogos são todos produzidos pelas empresas que fabricam e distribuem os consoles no Brasil, o que não é o caso da Rockstar.

Investigação de crimes em Los Angeles

"L.A. Noire" se passa na Los Angeles de 1947, na qual o jogador deve resolver os mistérios por trás de uma série de assassinatos brutais. O protagonista é Cole Phelps, policial que tem a missão de limpar as ruas de Los Angeles dos crimes. O agente terá que lidar com uma força policial corrupta, do mais baixo ao mais alto escalão, assim como algumas "coisas bem ruins" que ele mesmo fez durante a Segunda Guerra Mundial.

A mecânica de jogo básica em "L.A. Noire" envolve a resolução de casos através de um mix de investigação, depoimentos e interrogatórios, pacíficos ou nem tanto. Os sistemas de depoimentos e interrogatórios são uma parte interessante do game, pois fazem uso da tecnologia de animação facial "revolucionária", segundo a Team Bondi, responsável pela produção do game.

O jogo será lançado para PlayStation 3 e Xbox 360.

PSN volta a funcionar no Brasil, mas ainda instável; comente aqui seus problemas com a rede.



Após um início instável no domingo (15), o acesso à PlayStation Network pelos usuários brasileiros vai aos poucos se normalizando: já é possível jogar online, sincronizar Troféus, utilizar a lista de amigos para mandar mensagens e comparar Troféus com outros usuários.

Foi realizado com sucesso a atualização de firmware 3.61 no PlayStation 3 da redação e após 8 minutos de espera, entre download e instalação, o console estava pronto para a mudança de senha e o retorno de suas funções online.

A troca de senha ocorreu sem transtornos. Não é necessário informar a senha antiga, apenas digitar duas vezes a nova palavra-chave. Em seguida, o acesso à PlayStation Network é automático. A sincronização de Troféus também não apresenta problemas, nem o uso da lista de amigos, seja para trocar mensagens ou para comparar os Troféus com os demais usuários.

Na hora de jogar online, tudo transcorreu com tranquilidade e sem quedas de conexão, apenas alguns poucos atrasos durante partidas de "Mortal Kombat". O acesso online a jogos como "Call of Duty: Black Ops" e "Pro Evolution Soccer 2011" também se mostrou estável.

Contudo, alguns usuários ainda relatam em fóruns e redes sociais problemas para conectar com a rede online da Sony. Alguns conseguem jogar online em um momento e pouco depois perdem sinal, outros não conseguem trocar a senha de acesso enquanto há também quem simplesmente não consegue se conectar à PSN.

E você?

Você também está tendo problemas para usar a PSN? Ou já conseguiu voltar a utilizar a rede sem problemas? Conte sua história, comente os relatos de outros internautas e tire dúvidas na parte de comentários desta notícia, logo após o fim do texto.

Primeira fase

A partir do sábado passado (14) começou a fase de restauração por regiões dos serviços da PSN. Os serviços que entram em operação nessa primeira fase são:

Acesso aos serviços PlayStation Network e Qriocity, inclusive a alteração de senhas pelos usuários;
. Partidas online em jogos de PS3 e PSP;
. A lista de amigos dos usuários já pode ser visualizada, bem como as funções de bate-papo, mensagens e comparação de Troféus;
. PlayStation Home;
. Conteúdo de vídeo por aluguel, nas regiões em que os serviços PSN Video Delivery e PSP Media Go estão disponíveis;
. Music Unlimited via Qriocity, para usuários que já são assinantes, serviço não disponível no Brasil;
. Acesso aos serviços Hulu, Netflix, Vudu e MLB.tv, não disponíveis no Brasil.

PlayStation Network já pode ser acessada novamente do Brasil.



Demorou, mas enfim o acesso à PlayStation Network está disponível para os proprietários do PlayStation 3 que residem no Brasil. Por enquanto, é possível jogar on-line e sincronizar troféus, mas a loja virtual PS Store permanece desligada.

Porém, o retorno começou instável: enquanto há quem já esteja jogando on-line, outros reclamaram que ainda não conseguiram conectar na rede, apesar de já terem trocado a senha da PSN.

A acesso à PSN também foi restaurado nos Estados Unidos, Europa Austrália, Nova Zelândia, México e América do Sul.

A Sony Computer Entertainment anunciou no último sábado (14), através de uma mensagem em vídeo de Kazuo Hirai, presidente da corporação, e também de um post de Patrick Seybold, diretor de comunicação corporativa, que o serviço de partidas multiplayer online da PlayStation Network seria reativado.

O anúncio da volta da PSN foi acompanhado pela disponibilidade de uma nova atualização de sistema, de versão 3.61. O download é obrigatório para acessar novamente a PSN e requer também uma troca de senha, já que essa informação pode ter sido comprometida pelo ataque à rede online da Sony. Essa troca somente poderá ser feita no console em que a conta da PSN foi criada, ou através do e-mail associado ao registro.

Através do vídeo de Hirai, a Sony reafirmou a intenção de ofertar conteúdos gratuitos para todos os usuários cadastrados antes do 'apagão', assim como dar 30 dias gratuitos do programa PlayStation Plus (quem já era assinante terá o vencimento adiado em 1 mês). Por ora, não foram detalhados quais serão os conteúdos que os jogadores receberão.

Primeira fase

A partir do sábado passado (14) começou a fase de restauração por regiões dos serviços da PSN. Os serviços que entram em operação nessa primeira fase são:

. Acesso aos serviços PlayStation Network e Qriocity, inclusive a alteração de senhas pelos usuários;
. Partidas online em jogos de PS3 e PSP;
. A lista de amigos dos usuários já pode ser visualizada, bem como as funções de bate-papo, mensagens e comparação de Troféus;
. PlayStation Home;
. Conteúdo de vídeo por aluguel, nas regiões em que os serviços PSN Video Delivery e PSP Media Go estão disponíveis;
. Music Unlimited via Qriocity, para usuários que já são assinantes, serviço não disponível no Brasil;
. Acesso aos serviços Hulu, Netflix, Vudu e MLB.tv, não disponíveis no Brasil.

Três semanas fora do ar

A PlayStation Network está com seus serviços offline em todo o mundo desde o dia 20 de abril, impossibilitando os jogadores de utilizarem os modos online de seus games e bloqueando o acesso a títulos que usam autenticação online, casos de "Bionic Commando Rearmed 2" e "Final Fight: Double Impact". Outros problemas incluem também a falha na sincronização de troféus e acesso à loja PlayStation Store.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Antes de 3DS, Nintendo já tinha videogame em 3D; relembre o Virtual Boy em vídeo.





Você pode achar que videogame com imagens 3D estereoscópicas é uma invenção recente da Nintendo com o 3DS, mas a companhia já teve um console assim já em 1995. Era o Virtual Boy, considerado um dos maiores fracassos da companhia japonesa.

Apesar da novidade da tecnologia, pesaram contra o videogame o fato de ter apenas uma cor nas imagens, o vermelho, que a companhia achava ser menos cansativa para os olhos, e o jeitão desengonçado do aparelho.

O Virtual Boy era, de fato, estranho: com formato de visor, o usuário colocava o rosto no console, e controlava os games com um joypad com dois direcionais em forma de cruz.

De todo jeito, sem games de peso - os principais criadores, como Shigeru Miyamoto, estavam ocupados com o Nintendo 64 e seus jogos -, foi logo abandonado pela Nintendo: o último game lançado no Japão ("SD Gundam Dimension War", da Bandai) foi em 22 de dezembro de 1995, apenas cinco meses depois da estreia do console.

O fracasso custou o emprego de Gunpei Yokoi, idealizador também do Game Boy, que, mais do que colocar a Nintendo no mercado de portáteis, tornou-a líder, posição da qual nunca mais saiu. Depois de deixar a Nintendo, Yokoi lançou o portátil WonderSwan pela Bandai e, em 1997, morreu num acidente de carro.

Nos vídeos a seguir, relembre (ou descubra) o console e alguns de seus jogos:

EA nega ter recebido kit de desenvolvimento do sucessor do X360.

Kit de desenvolvimento para novo Xbox "é 100% mentira", diz representante da EA.

Parece que o informante do site Develop viu coisas onde não existia nada, pois de acordo com a Electronic Arts a Microsoft não enviou ferramentas de desenvolvimento do sucessor do Xbox 360 para o escritório da produtora.

Falando ao site IndustryGamers, Jeff Brown, representante da Electronic Arts, disse que a história contada pelo site Develop é "uma fabricação, 100% mentira".

Na última semana, o site Develop revelou que as ferramentas em questão chegaram ao escritório da produtora em abril, numa embalagem de computador. A informação veio de uma fonte que não possui ligação com a Electronic Arts ou a Microsoft.

Segundo o site Eurogamer, é comum as versões iniciais de kits de desenvolvimento chegarem dessa forma: as primeiras ferramentas do Xbox 360 eram baseadas em um processador G5 PowerPC de dois núcleos com uma placa de vídeo ATI X800, enquanto as de PlayStation 3 aparesentavam duas GeForce 6800 Ultra operando em SLI - quando duas ou mais placas de vídeo se unem para melhorar a performance de processamento.

Sony estuda formas de proteger os dados dos usuários da PSN na América Latina, diz executivo.

Sony da América Latina estuda formas de proteger os usuários da PlayStation Network.

Os usuários da PlayStation Network dos EUA podem dormir tranquilos, pois a Sony anunciou um plano de proteção de identidade que vai funcionar em todo território norte-americano. Mas as coisas não são tão fáceis de serem resolvidas em outros territórios, é o que afirna Mark Stanley, Gerente Geral da Sony para a América Latina no Blog oficial em espanhol.

Segundo ele, o processo para oferecer um plano similar é dificultado por diversos fatores “Cada país tem um procedimento diferente para os casos que tiverem problemas com suas contas”, disse. “Estamos analisando hoje as melhores possibilidades e soluções para nossos clientes da região e, quando tivermos este programa pronto para ser anunciado, forneceremos as particularidades dos serviços específicos de cada país e explicaremos como aderir ao programa. Nós daremos mais detalhes assim que possível”, concluiu.

A PlayStation Network foi invadida entre os dias 17 e 19 de abril e quando a Sony detectou os invasores em seu sistema, derrubou a rede para investigar o que aconteceu. Desde então foi descoberto que os dados de 77 milhões de contas cadastradas no sistema foram comprometidos, o que pode incluir os dados de 10 milhões de cartões de crédito. A Sony diz que não armazena o código verificador dos cartões (que permitem fazer compras online) e pede para que os usuários fiquem de olho em suas faturas.

A PlayStation Network está fora do ar há 20 dias e até o momento da publicação dessa notícia, não tem previsão para isso acontecer.

Sony nega data limite do retorno da PlayStation Network.

Prevista para voltar na semana passada, rede PSN continua fora do ar.

Parece que as informações dadas pela Sony se desencontraram. Ao contrário do que foi dito por Shigenori Yoshida, porta-voz da empresa no Japão, ao site Bloomberg, a PlayStation Network não será restabelecida em 31 de maio. A informação foi dada por Patrick Seybold, diretor de comunicação da divisão americana da companhia.

Antes prevista para retornar em 6, 7 ou 8 de maio, a rede segue inacessível, e os usuários de PlayStation 3 e PSP continuam recebendo o aviso de que o serviço está em manutenção ao tentar se conectar a ele.

Até o momento a única informação dada pela Sony é de que um sistema de segurança aplicado à PlayStation Network está em teste, e o serviço só vai retornar quando a empresa conseguir verificar as novas defesas de forma satisfatória.

Queda da PSN e vazamento de dados

A PlayStation Network está com seus serviços offline em todo o mundo desde o dia 20 de abril, o que impossibilita que os jogadores utilizem os modos online de seus games, além de não conseguirem rodar games que usam autenticação online, casos de "Bionic Commando Rearmed 2" e "Final Fight: Double Impact". Outros problemas incluem também a falha na sincronização de troféus e acesso à loja PlayStation Store.

Depois de muita especulação sobre o vazamento de dados dos cartões de crédito dos usuários da PlayStation Network terem vazado ou não, Kaz Hirai, presidente da Sony Computer Entertainment Inc, declarou que 10 milhões de contas da rede tinham dados de cartões de crédito e que, mesmo não havendo provas, estes dados podem ter caído nas mãos de cibercriminosos.

"FIFA 12" para Nintendo 3DS tem modo de futebol de rua de 5-contra-5.


Se "Pro Evolution Soccer" não representou lá muito bem o futebol no Nintendo 3DS, a Electronic Arts tem agora a chance de virar a partida: a produtora anunciou oficialmente nesta terça-feira (10) uma versão de "FIFA 12" para o videogame portátil.

No pequeno console, o jogo trará mais de 500 clubes do mundo todo - incluindo, espera-se, também seleções nacionais - e oito modos de partidas diferentes, contando aí disputas online, treinamento, o já popular Be a Pro e o 3D Street Football, exclusivo do aparelho. Nele, equipes de cinco atletas se enfrentam em partidas na rua, lembrando bastante a série "FIFA Street", e a visão é mais próxima do campo e um pouco curvada, favorecendo assim o efeito 3D estereoscópico do Nintendo 3DS.

O título usa também a tela de toque do videogame para colocar efeito nos chutes, seja mirando melhor ou aplicando mais força nas cobranças de falta. vale destacar, tais características da tela de toque são opcionais, ou seja, os comandos realizados por ela podem ser feitos pelos controles tradicionais.

"FIFA 12" ainda não possui data de lançamento definida, mas está previsto para sair no segundo semestre deste ano.

Revista Oficial do Xbox 360 do Brasil vai interagir com celular e webcam.

Revista oficial do Xbox 360 tem contéudo extra online gratuito.

Ampliando a quantidade de conteúdo disponível para os leitores da Revista Oficial do Xbox 360, a Editora Europa anunciou que a partir da edição número 55 da publicação, que chega às bancas em 15 de maio, será possível acessar material extra utilizando um celular ou um computador.

Utilizando QR Codes (do inglês "quick response"), os leitores poderão recorrer à câmera do celular e/ou webcam para lerem o código e que vai levar o usuário para o site com o material extra.

"A Editora Europa inovou em disponibilizar suas revistas e livros para os tablets (iPad e Galaxy), iPhones e iPods. Mantendo a tradição em ser pioneira, a empresa cria a primeira revista de videogame impressa a interagir com eletrônicos", explicou Roberto Araújo, diretor geral da Editora Europa.

Os conteúdos são variados, e vão de trailers de jogos legendados em português, entrevistas com produtores, dicas e detonados, além de análises em vídeo feitas pela equipe da publicação.

Capcom perde 'milhares de dólares' com PSN fora do ar, diz representante.


Depois dos pronunciamentos da Sony, chegou a vez das produtoras se manifestarem sobre a ausência da PlayStation Network. A Capcom expressou sua opinião recentemente e, como era de se esperar, não está nada contente.

Em mensagem publicada no fórum do blog Capcom-Unity, Chris Svensson, vice-presidente da Capcom, revelou que a ausência da rede está gerando aos cofres da produtora um prejuízo de "centenas de milhares, se não milhões" de dólares.

"Estou frustrado e chateado [pela queda da PSN] por uma série de motivos. Como consumidor, eu também jogo online no PlayStation 3, o que não posso fazer. Como executivo responsável por um negócio, essa ausência está nos custando centenas de milhares, se não milhões de dólares em vendas que estavam planejadas em nossos orçamentos", escreveu Svensson.

O executivo disse ainda que os ciberpiratas estão tentando punir a Sony por algum tipo de injustiça, e que estão sendo eficientes em cumprir este propósito. Entretanto, ao mesmo tempo em que castigam a Sony eles também estão interferindo no cotidiano de consumidores e empresas, fazendo com nenhuma das partes simpatize com esta causa.

Queda da PSN e vazamento de dados

A PlayStation Network está com seus serviços offline em todo o mundo desde o dia 21 de abril, o que impossibilita que os jogadores utilizem os modos online de seus games, além de não conseguirem rodar games que usam autenticação online, casos de "Bionic Commando Rearmed 2" e "Final Fight: Double Impact". Outros problemas incluem também a falha na sincronização de troféus e acesso à loja PlayStation Store.

Depois de muita especulação sobre o vazamento de dados dos cartões de crédito dos usuários da PlayStation Network terem vazado ou não, Kaz Hirai, presidente da Sony Computer Entertainment Inc, declarou que 10 milhões de contas da rede tinham dados de cartões de crédito e que, mesmo não havendo provas, estes dados podem ter caído nas mãos de cibercriminosos.

sábado, 7 de maio de 2011

EA já tem as ferramentas de desenvolvimento do sucessor do X360, diz site.

Segundo site Develop, sucessor do X360 pode aparecer na E3 2011.


Ao que tudo indica a Nintendo não é a única que está trabalhando em um novo console. De acordo com o site Develop, a Microsoft também já atua no desenvolvimento de mais uma plataforma, e a Electronic Arts teve acesso às ferramentas de desenvolvimento do sucessor do Xbox 360.

Sem detalhes divulgados, as ferramentas em questão chegaram ao escritório da produtora no mês passado em uma embalagem de computador. A informação é de uma fonte do site em questão, e o informante não possui ligação com a Electronic Arts ou a Microsoft.

Segundo o site Eurogamer, é comum as versões iniciais de kits de desenvolvimento chegarem dessa forma: as primeiras ferramentas do Xbox 360 eram baseadas em um processador G5 PowerPC de dois núcleos com uma placa de vídeo ATI X800, enquanto as de PlayStation 3 aparesentavam duas GeForce 6800 Ultra operando em SLI - quando duas ou mais placas de vídeo se unem para melhorar a performance de processamento.

Sobre o anúncio da plataforma, o futuro é um pouco incerto. Enquanto a fonte do Develop diz que o console deve ser anunciado na E3 deste ano, um informante do site Eurogamer revelou que isso é pouco provável.

Até o fechamento desta notícia, a Microsoft e a Electronic Arts não haviam comentado sobre o assunto.

"L.A. Noire" para X360 vai usar 3 discos de DVD, diz produtor.



Não é de hoje que as produtoras transformam alguns jogos em experiências grandiosas, ainda que para isso seja necessário armazenar todo o conteúdo em mais de uma mídia. E é exatamente isso que acontecerá com "L.A. Noire", que apresenta três DVDs na edição para Xbox 360.

"'L.A. Noire' sempre foi pensado para ser um jogo grande, do tamanho e detalhes do mundo [do jogo] à duração de cada caso, e claro, a quantidade de dados MotionScan exigida para abrigar os rostos de mais de 400 atores no game", explicou Jeronimo Barrera, um dos responsáveis pelo jogo.

Para aqueles que já estão pensando em diversas trocas de mídia, uma boa notícia: como a história do jogo é linear, será preciso apenas uma troca para cada disco.

Vale lembrar que "L.A. Noire" não é o primeiro game para Xbox 360 a apresentar mais de uma mídia, como é o caso de "Star Ocean: The Last Hope", que também foi lançado em três discos, e "Lost Odyssey" apresenta quatro DVDs.

Investigação de crimes em Los Angeles

"L.A. Noire" se passa na Los Angeles de 1947, na qual o jogador deve resolver os mistérios por trás de uma série de assassinatos brutais. O protagonista é Cole Phelps, policial que tem a missão de limpar as ruas de Los Angeles dos crimes. O agente terá que lidar com uma força policial corrupta, do mais baixo ao mais alto escalão, assim como algumas "coisas bem ruins" que ele mesmo fez durante a Segunda Guerra Mundial.

A mecânica de jogo básica em "L.A. Noire" envolve a resolução de casos através de um mix de investigação, depoimentos e interrogatórios, pacíficos ou nem tanto. Os sistemas de depoimentos e interrogatórios são uma parte interessante do game, pois fazem uso da tecnologia de animação facial "revolucionária", segundo a Team Bondi, responsável pela produção do game.

O jogo tem lançamento agendado para 17 de maio, em versões para PlayStation 3 e Xbox 360.

Na Europa, Sony dá jogos de PS3 e PSP para compensar queda da PSN.

Divisão europeia da Sony vai dar jogos para os usuários da PSN como pedido de desculpas.

Enquanto não há uma data exata para o retorno da PlayStation Network, a Sony vai divulgando formas de compensar os usuários pelo tempo em que a rede ficou indisponível. Na Europa, por exemplo, a empresa oferecerá games de PlayStation 3 e PSP para os jogadores.

"Nós iremos oferecer aos usuários da PlayStation Network a oportunidade de selecionar dois jogos para PlayStation 3 de uma lista com cinco títulos, bem como dois jogos de uma relação com quatro games para PSP", escreveu Nick Caplin no blog oficial do PlayStation para a Europa. A lista com os títulos será disponibilizada em breve.

Nos Estados Unidos, é sabido que os usuários terão um mês de acesso ao conteúdo da PlayStation Plus, além do recém-anunciado sistema de proteção AllClear ID Plus, que será oferecido gratuitamente por um ano com serviços como monitoração virtual de dados - o que inclui sites suspeitos e aviso por telefone e e-mail se for detectada uma ação suspeita -, auxílio de investigadores particulares caso ocorra alguma anormalidade e seguro de US$ 1 milhão contra roubo de dados pessoais.

Queda da PSN e vazamento de dados

A PlayStation Network está com seus serviços offline em todo o mundo desde o dia 21 de abril, o que impossibilita que os jogadores utilizem os modos online de seus games, além de não conseguirem rodar games que usam autenticação online, casos de "Bionic Commando Rearmed 2" e "Final Fight: Double Impact". Outros problemas incluem também a falha na sincronização de troféus e acesso à loja PlayStation Store.

Depois de muita especulação sobre o vazamento de dados dos cartões de crédito dos usuários da PlayStation Network terem vazado ou não, Kaz Hirai, presidente da Sony Computer Entertainment Inc, declarou que 10 milhões de contas da rede tinham dados de cartões de crédito e que, mesmo não havendo provas, estes dados podem ter caído nas mãos de cibercriminosos.

A empresa prometeu que a rede volta a funcionar ainda nesta semana e que vai conceder a todos os usuários um mês de acesso à PlayStation Plus.

Jogo "Tomb Raider" terá nova adaptação para o cinema.

Angelina Jolie interpretou a personagem Lara Croft no cinema em 2001 e 2003.

A dupla de roteiristas Mark Fergus e Hawk Ostby, de "Homem de Ferro", foi escalada para escrever um novo roteiro para as aventuras de Lara Croft no cinema. O lançamento está previsto para 2013, informa o site Hollywood Reporter.

A personagem do game foi levada às telas em 2001 e 2003 com Angelina Jolie no papel principal. Ainda não há informações sobre o elenco da nova sequência.

Em comunicado à imprensa, Fergus e Ostby dizem que vão tentar escrever uma história que coloque Lara Croft lado a lado com as outras duas grandes personagens femininas dos filmes de ação: Sarah Connor (de "O Exterminador do Futuro") e Ellen Ripley (da série "Alien").fonte folha.com.

De 21 a 23 de maio, 2º Dia do Jogo Justo terá 54 mil games por R$ 99 cada um.

Idealizador da campanha Jogo Justo, Moacyr Alves Jr. discursa no 1º Dia do Jogo Justo.

Que tal comprar lançamentos por R$ 99 cada? Então fique ligado no 2º Dia do Jogo Justo, que acontece entre 21 e 23 de maio. Trata-se do evento integrante da campanha homônima e cujo objetivo é convencer o governo brasileiro a baixar os impostos que incide sobre os games, tornando esse tipo de entretenimento mais acessível.

Por ora, Moacyr Alves, idealizador do projeto Jogo Justo e presidente da Acigames (Associação Comercial, Industrial e Cultural dos Videogames), não divulgou a lista de games que farão parte do 2º Dia do Jogo Justo, mas garante que haverá "grandes lançamentos" entre eles.

Ele diz que haverá jogos da Nintendo, Activision, Capcom, Konami, Sega e Bethesda. As fabricantes do PlayStation 3 e Xbox 360, Sony e Microsoft, ficam de fora (mas não quer dizer que não haverá títulos dessas plataformas, naturalmente).

A lista com os games deve ser divulgada uma semana antes do evento.

Desta vez serão disponibilizadas 54 mil peças (foram 5.000 no evento anterior), com títulos para todas as principais plataformas de videogames da atualidade, exceto o Nintendo 3DS.

Mais adesão

Por enquanto, há 29 redes varejistas com participação confirmada no movimento, mas o número ainda deve aumentar. Dentre eleas estão o caso da UZ Games, Walmart, Gametech e Megalogame. No comércio online, Ponto Frio e Datishop estão garantidos. Apesar da boa quantidade de títulos, vale lembrar que no 1º Dia do Jogo Justo os 5 mil games foram adquiridos em apenas sete minutos, segundo Alves.

A exemplo da primeira edição do evento, que aconteceu em 29 de janeiro, a data será marcada pela venda de jogos por preços reduzidos e palestras sobre o mercado de games.

O evento também conta com uma série de palestras sobre o mercado de games, que serão realizadas na Fecomercio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), em São Paulo (SP), a partir das 13h. Entre os palestrantes estão Adolfo Melito, presidente do Conselho de Economia Criativa da entidade, e Kao "Cyber" Tokio, professor de design de games e diretor de eventos da Acigames. Integrantes da associação também estarão no evento para participar de um debate.

As palestras serão limitadas para 150 pessoas e quem desejar participar desse fazer inscrição. Por ora, não foi divulgado o site para fazer o registro. Os participantes ganharão kits e concorrem a prêmios.

"FIFA 12" passará pela maior reformulação desde "FIFA 07", diz produtor.


O maior desafio das produtoras em desenvolver jogos que integram uma série, em especial as esportivas, é buscar formas de fazer com que o título não seja "mais do mesmo". No caso de "FIFA 12", a principal mudança é o fato de o game ter sido construído com um motor gráfico pensado para a nova geração de consoles, tal como aconteceu com "FIFA 07".

"É a maior mudança que nós fizemos por termos reconstruído [o jogo] com um motor gráfico para a nova geração de consoles. Com isso quero dizer que reconstruímos esse motor do nada, então isso é algo grande e uma mudança significativa", disse Aaron McHardy, um dos responsáveis pelo game, à revista britânica Official Xbox 360 Magazine.

O motor em questão se chama Impact Engine, e de acordo com McHardy, vai resolver uma série de problemas, além de dar mais precisão e momentos mais realísticos para o jogo.

"Estamos abrindo o jogo, então você pode ver essas situações e observar coisas legais e realmente interessantes. Falando sobre a elasticidade de um jogador e sua habilidade de ser atingido e continuar driblando, nós não tínhamos a possibilidade [de fazer isso] em nosso jogo porque ou você estava driblando ou estava mancando", comentou o responsável por "FIFA 12".

Sem data de lançamento definida, uma das propostas de "FIFA 12" é surpreender os jogadores com situações como a compreensão da torcida com um determinado atleta devido ao seu histórico com o clube ou a vibração pelo retorno de um ídolo - além de momentos de irritação quando ele leva um carrinho por trás.

A inteligência artificial é outro ponto que será trabalhado, e a ideia da Electronic Arts é fazer com que ela seja ainda melhor, bem como realizar uma evolução no sistema Personality Plus.

Fechando a trilogia de Ezio, "Assassin's Creed Revelations" chega no fim de 2011.



Depois de uma longa campanha de lançamentos de teasers que geraram uma onda de especulações entre os fãs de "Assassin's Creed", a Ubisoft anunciou oficialmente o novo título da série: "Assassin's Creed: Revelations". O título para Xbox 360, PS3 e PC com lançamento previsto para novembro de 2011.

Como o próprio nome sugere, o título promete trazer mais respostas sobre a trama entre assassinos e templários e fechar a "trilogia de Ezio", arco de história com um dos protagonistas mais populares da série. Mesmo assim, os jogadores poderão controlar Altaïr e Desmond em determinados momentos e o próprio Ezio tem novos truques na manga: um gancho para ajudá-lo a atingir lugares antes inacessíveis.

O game será ambientado em Constantinopla no auge do império otomano, e as primeiras imagens divulgadas já mostram um Ezio mais velho e embrutecido. O jogo promete também ampliar os modos de multiplayer, trazendo novos mapas, personagens e opções de customização.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Jogadores poderão convidar amigos para testar "Gears of War 3"



Os jogadores do beta de "Gears of War 3" que estão sentindo saudades da sua turma de amigos que ficaram de fora desse período de testes agora têm uma chance para convidá-los para a festa.

A promoção da Epic Games chamada "Never Fight Alone" (Nunca lute sozinho), consiste em oferecer até cinco chaves de jogo para os jogadores já inscritos no beta e que cumprirem alguns requisitos, como adquirir o primeiro "Gears of War" no catálogo digital "Games on Demand" ou ter acumulado mais de 20 horas jogando o beta de "Gears 3".

Acumulativos, esses "desafios" podem render até cinco convites para o jogador formar a sua "panelinha" no tiroteio online do título da Epic exclusivo para o Xbox 360. Confira abaixo quais são os objetivos propostos para ganhar novos convites:

. Adquirir os jogos "Gears of War" ou "Gears of War 2" no catálogo digital de jogos do Live, o "Games on Demand". Caso já tenha esses jogos em disco e não deseja tê-los no disco rígido, o jogador pode comprar qualquer conteúdo adicional para download e avatares de qualquer título da série.
. Acumular mais de 20 horas jogando o beta de "Gears of War 3"
. Assinar o serviço de assinatura ouro do Xbox Live por 12 meses.
. Ter acumulado mais de 100 horas em qualquer título da série "Gears of War"

Os interessados devem cumprir esses objetivos até a próxima quarta-feira (4). Segundo a Microsoft, as chaves serão enviadas por e-mail aos jogadores em 8 de maio, quando se inicia a última semana de testes para o jogo.

Vale lembrar que tal promoção é válida somente para assinaturas cadastradas no Xbox Live americano e não está disponível no Brasil.

Ponto final

A série "Gears of War" foi aclamada pela crítica e mostra uma história focada no Esquadrão Delta, um grupo de soldados que recebe a missão de salvar o planeta Sera do exército de Locusts, criaturas horrendas que vêm do subterrâneo.

Revelado em meado de abril, "Gears of War 3" fecha a trilogia que narra o conflito dos humanos, representados pela trupe de Marcus Fenix, contra os Locusts.

Os tiroteios de "Gears of War 3" já têm data marcada para iniciar na Xbox Live: 20 de setembro. Segundo a Microsoft, o lançamento será simultâneo em todas as regiões, com exceção do mercado japonês, que recebe o game no dia 22.

PSN volta nesta semana; usuários ganharão jogos e vantagens da Plus.

PlayStation Network volta online nesta semana, diz Sony.

Usuários ansiosos pela volta da PlayStation Network, parece que a espera está terminando: a Sony Computer Entertainment e a Sony Network Entertainment International anunciaram que as principais funcionalidades da rede online do PlayStation 3 (e do PSP) serão restauradas nesta semana.

A data específica não foi divulgada, mas as companhias afirmam que a volta será por região. Também não foi informado a ordem de restauração da PlayStation Network e da Qriocity, o serviço online de música da Sony.

E como compensação pelos dias sem serviço, a companhia está lançando um programa de "boas vindas", no qual os usuários já existentes da PlayStation Network ganharão "conteúdos PlayStation" de graça. Detalhes não foram especificados. Também lhes serão oferecidos as vantagens do programa PlayStation Plus durante 30 dias (quem já é assinante terá gratuidade nesse período).

Online novamente

As funcionalidades que a PlayStation Network e a Qriocity terão de volta nesta semana incluem algumas das principais funções das redes, mas os serviços de compra, como a PlayStation Store, deverão demorar mais e estão previstos para recomeçar em algum dia deste mês. Veja o que a Sony pretende retomar nesta semana:

. A restauração de partidas online em jogos para PlayStation 3 e PSP (e também a ativação de jogos por download que dependem de verificação online, como "Final Fight: Double Impact");
. O acesso à administração da conta PSN, incluindo a função de reiniciar a senha;
. Lista de amigos
. Chat
. PlayStation Home
. Função Music Unlimited da Qriocity
. Download de filmes não expirados nos serviços Movie Rentals e MediaGo

A volta da PlayStation Network será acompanhada de uma atualização obrigatória de sistema que exigirá o registro de uma nova senha na conta da PSN. Essa troca de password só poderá ser feito na máquina usada para criar a conta ou através do e-mail associado ao cadastro.

Mais segurança

A Sony voltou a afirmar que "não há nenhuma evidência de que, até agora, dados de cartão de crédito tenham sido furtados", mas está "comprometida em ajudar os usuários a proteger seus dados pessoas e providenciará ofertas complementares", como o encaminhamento a serviços de proteção a roubos e "programas similares".

A companhia diz que, com a ajuda de empresas especializadas, executou diversas medidas para aumentar a segurança de sua rede online. Uma delas é a criação do posto de chefe de segurança da informação, que responde à Shinji Hasejima, chefe de informação da corporação Sony.

A empresa também diz ter adicionado novos softwares de monitoramento e configuração para ajudar na defesa da rede online. A PlayStation Network também terá reforço na proteção e codificação dos dados e melhor habilidade de detecção de novos acessos não autorizados. Novos firewalls também foram criados.

Os data centers dos serviços online da Sony serão mudados de San Diego (onde ocorreu o ciberataque que fez a Sony desligar a PSN) para uma localidade não especificada, mas a companhia garante que a construção da infraestrutura já acontece há meses.

A nota da Sony diz que a companhia conduz uma investigação e trabalha com agentes da lei para identificar os cibercriminosos e tomar medidas legais.

"Esse ato criminoso contra nossa rede teve um impacto significativo não apenas para nossos usuários, mas em nossa indústria inteira. Esses ataques ilegais obviamente colocam em evidência o problema com a segurança na rede", afirmou Kazuo Hirai, presidente da Sony. "Rompeu-se a confiança de nosso público na PlayStation Network e Qriocity. Aprendemos lições nesse processo sobre a relação valiosa com nossos consumidores [...] e trabalharemos ainda mais para retomar a confiança deles em nós e em nossos serviços".

Sony diz que 10 milhões de contas da PSN tinham número de cartão de crédito.

Das 77 milhões de contas cadastradas na PlayStation Network, 10 milhões tinham dados de crédito.

Depois de muita especulação sobre o vazamento de dados dos cartões de crédito dos usuários da PlayStation Network terem vazado ou não, Kaz Hirai, presidente da Sony Computer Entertainment Inc, declarou que 10 milhões de contas da rede tinham dados de cartões de crédito e que, mesmo não havendo provas, estes dados podem ter caído nas mãos de cibercriminosos.

A declaração foi feita durante a coletiva de imprensa realizada no Japão no último domingo, dia 1º de maio. Hirai fez um pedido formal de desculpas e disse que está trabalhando em parceria com empresas de segurança e operadoras de crédito para que os usuários da PSN não sejam prejudicados. Mesmo não havendo provas de falsas movimentações, Sony aconselha que os usuários fiquem de olho em suas faturas e informem a operadora de crédito caso alguma compra indevida apareça em sua conta.

O aviso está em linha com os conselhos de especialistas em segurança, pois mesmo que números de segurança não fossem armazenados nos servidores da PlayStation Network, é possível que esse detalhe possa ser conseguido por tentativa e acerto (técnica hacker também conhecida como 'Force Brute').

O retorno da rede

Nesta mesma coletiva de imprensa, a Sony Computer Entertainment e a Sony Network Entertainment International anunciaram que as principais funcionalidades da rede online do PlayStation 3 (e do PSP) serão restauradas na primeira semana de maio.

A data específica não foi divulgada, mas as companhias afirmam que a volta será por região. Também não foi informado a ordem de restauração da PlayStation Network e da Qriocity, o serviço online de música da Sony.

E como compensação pelos dias sem serviço, a companhia está lançando um programa de "boas vindas", no qual os usuários já existentes da PlayStation Network ganharão "conteúdos PlayStation" de graça. Detalhes não foram especificados. Também lhes serão oferecidos as vantagens do programa PlayStation Plus durante 30 dias (quem já é assinante terá gratuidade nesse período).

As funcionalidades que a PlayStation Network e a Qriocity terão de volta nesta semana incluem algumas das principais funções das redes, mas os serviços de compra, como a PlayStation Store, deverão demorar mais e estão previstos para recomeçar em algum dia deste mês.

A volta da PlayStation Network será acompanhada de uma atualização obrigatória de sistema que exigirá o registro de uma nova senha na conta da PSN. Essa troca de password só poderá ser feito na máquina usada para criar a conta ou através do e-mail associado ao cadastro.

Mais segurança

A Sony voltou a afirmar que "não há nenhuma evidência de que, até agora, dados de cartão de crédito tenham sido furtados", mas está "comprometida em ajudar os usuários a proteger seus dados pessoas e providenciará ofertas complementares", como o encaminhamento a serviços de proteção a roubos e "programas similares".

A companhia diz que, com a ajuda de empresas especializadas, executou diversas medidas para aumentar a segurança de sua rede online. Uma delas é a criação do posto de chefe de segurança da informação, que responde à Shinji Hasejima, chefe de informação da corporação Sony.

A nota da Sony diz que a companhia conduz uma investigação e trabalha com agentes da lei para identificar os cibercriminosos e tomar medidas legais.

"Esse ato criminoso contra nossa rede teve um impacto significativo não apenas para nossos usuários, mas em nossa indústria inteira. Esses ataques ilegais obviamente colocam em evidência o problema com a segurança na rede", afirmou Kazuo Hirai, presidente da Sony. "Rompeu-se a confiança de nosso público na PlayStation Network e Qriocity. Aprendemos lições nesse processo sobre a relação valiosa com nossos consumidores [...] e trabalharemos ainda mais para retomar a confiança deles em nós e em nossos serviços".

Brasil é o 4º país do mundo com mais jogadores, diz estudo.


Foi-se o tempo em que o Brasil era desconsiderado em pesquisas relacionadas a jogos. De acordo com os dados levantados pelo instituto Newzoo, empresa focada no estudo da indústria de games, nosso país é o 4º maior mercado do mundo, superando nações como México e Espanha.

No último levantamento do Newzoo, feito em abril deste ano e que levou em conta os dados de mais de 20 mil pessoas com idades entre 10 e 65 anos, o Brasil apresenta 35 milhões de jogadores, perdendo apenas para os Estados Unidos (145 milhões), Rússia (38 milhões) e Alemanha (36 milhões). Com isso, o país se torna um dos mercados emergentes mais influentes para a indústria.

Segundo a pesquisa, o tempo que os brasileiros gastam com jogos sociais, games online sem limite de jogadores, títulos para consoles (incluindo portáteis e computadores) e celulares é de aproximadamente 11 horas por semana. Esse número é maior do que o tempo destinado aos programas de televisão ou leitura de livros e jornais, por exemplo. No que diz respeito aos jogos em rede, ainda que a população brasileira tenha preferência por aqueles que adotam o sistema de acesso gratuito, 88% gastam comprando itens virtuais.

"Muitos representantes da indústria de jogos tem a percepção de que o modelo de acesso gratuito para games online e celulares está crescendo rapidamente nos mercados emergentes. É interessante avaliar números concretos sobre estes mercados e ter a oportunidade de ver o tamanho real deles, bem como em que eles [os jogadores] gastam e como investem seu dinheiro", comentou Peter Warman, um dos fundadores da Newzoo.

Vale lembrar que o estudo não levou em conta os dados do mercado japonês, e números de países como Coreia e China serão adicionados no relatório de junho - e isso certamente pode mudar um pouco os parâmetros desse ranking.

Barrado pela Microsoft, Master Chief fica de fora de "Gears of War 3"


Cliff Bleszinski tinha planos grandiosos para "Gears of War 3". Um deles era incluir Master Chief, heroi da série "Halo", no jogo, mas o pedido foi negado pela Microsoft. A revelação foi feita durante uma entrevista ao site Complex.

Quando questionado sobre a possibilidade de incluir Master Chief ou Commander Shepard, de "Mass Effect", como personagem por download para "Gears of War 3", Bleszinski disse que uma das explicações para que o protagonista de "Halo" não participasse do novo game da série "Gears of War" é o fato "dos caras da Microsoft serem meio sensíveis".

"Eu realmente me aproximei dos caras da Microsoft para tentar colocar Master Chief no game ['Gears of War 3'], mas eles são meio sensíveis. 'Halo' é mais leve se comparado a 'Gears' [of War]. Em uma comparação, eu diria que 'Gears' é como um 'Mortal Kombat' e 'Halo' é como 'Street Fighter'", explicou Bleszinski.

Vale lembrar que essa não é a primeira vez que a Microsoft barra a inclusão de um personagem em outros jogos. No último mês, Ed Boon, responsável por "Mortal Kombat", disse que a empresa impediu a inclusão de personagens como o próprio Master Chief ou Marcus Fenix, de "Gears of War", no jogo de luta.

Ponto final

A série "Gears of War" foi aclamada pela crítica e mostra uma história focada no Esquadrão Delta, um grupo de soldados que recebe a missão de salvar o planeta Sera do exército de Locusts, criaturas horrendas que vêm do subterrâneo.

Revelado em meado de abril, "Gears of War 3" fecha a trilogia que narra o conflito dos humanos, representados pela trupe de Marcus Fenix, contra os Locusts.

Os tiroteios de "Gears of War 3" já têm data marcada para iniciar na Xbox Live: 20 de setembro. Segundo a Microsoft, o lançamento será simultâneo em todas as regiões, com exceção do mercado japonês, que recebe o game no dia 22.

Conferência da Nintendo acontece uma hora antes do início da E3 2011.

O criador de Zelda foi uma das surpresas da Nintendo na conferência pré-E3 de 2010.

Confirmando as expectativas, a Nintendo revelou que a data de sua conferência pré-E3 será no dia 7 de junho, às 13 horas, no horário de Brasília, uma hora antes de abrirem as portas do evento.

A Big N terá toda atenção da imprensa, pois é esperado que a empresa mostre seu novo console, atualmente conhecido como 'Projeto Café'. Entre as novidades também é aguardado que sejam mostrados o novo jogo da série "Super Mario" para o 3DS, além descobrir quais são os planos da empresa para o Wii, o atual líder do mercado de games.

Em 2011 a Nintendo surpreendeu o mundo ao mostrar o 3DS, portátil que tem o poder de mostrar imagens tridimensionais. Além disso, Shigeru Miyamoto subiu ao palco para mostrar "Legend of Zelda: Skyward Sword".

A E3 2011 acontece entre os dias 7 e 9 de junho e, como já é praxe.

Sony se nega a prestar depoimento no congresso dos EUA sobre ataque hacker à PSN.

Senadores norte-americanos querem respostas sobre o ataque hacker na PSN.

Convocada para depor para o senado norte-americano para prestar esclarecimentos sobre os ataques à PlayStation Network, a Sony se recusou a comparecer. O motivo, segundo o site Kotaku, foi que a empresa ainda estava investigando o que aconteceu.

A congressista Mary Bono Mack disse ao blog que "a Sony rejeitou comparecer pois ainda estava investigando o que aconteceu". Entretanto, a empresa não está negando prestar esclarecimentos, na verdade a empresa está colaborando na medida do possível, disse Mack.

A senadora revelou que enviou uma carta endereçada para Kaz Hirai pedindo informações dos ataques que aconteceram nos dias 17 e 19 de abril desse ano e obteve resposta no dia 29, alguns dias antes da declaração oficial da Sony à imprensa. O comitê de comércio, fabricação e negócios do senado norte-americano também enviou questões para a empresa e aguarda esclarecimentos da empresa.

Procurado pelo site, Patrick Seybold, representante da Sony, disse que a empresa está cooperando com o senado "A Sony está cooperando com o pedido de resposta do Senado e, de fato, vai entrega-las antes mesmo do término do prazo legal." Seybold conclui dizendo "Informamos ao comitê que a Sony não pôde comparecer porque ainda estava fazendo investigações sobre este ataque".

Queda no PSN e vazamento de dados

O PlayStation Network está com seus serviços offline em todo o mundo desde o dia 21 de abril, o que impossibilita que os jogadores utilizem os modos online de seus games, além de não conseguirem rodar games que usam autenticação online, casos de "Bionic Commando Rearmed 2" e "Final Fight: Double Impact". Outros problemas incluem também a falha na sincronização de troféus e acesso a loja PlayStation Store.

Depois de muita especulação sobre o vazamento de dados dos cartões de crédito dos usuários da PlayStation Network terem vazado ou não, Kaz Hirai, presidente da Sony Computer Entertainment Inc, declarou que 10 milhões de contas da rede tinham dados de cartões de crédito e que, mesmo não havendo provas, estes dados podem ter caído nas mãos de cibercriminosos.

A empresa prometeu que a rede vai voltar em funcionamento ainda nesta semana e que vai conceder a todos os usuários 1 mês de acesso à PlayStation Plus.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Previsto para 2012, sucessor do Wii será mostrado na E3, confirma Nintendo.

O sucessor do Wii está mesmo em desenvolvimento. A Informação vem de Miyamoto.

Depois de Shigeru Miyamoto, o criador do "Super Mario", confirmar que a Nintendo está trabalhando em um novo videogame para suceder o Wii, chega agora a confirmação: em comunicado oficial, a sede japonesa da Big N informou que está desenvolvendo um novo console que será lançado em 2012.

Além disso, o comunicado diz também que uma versão jogável do aparelho, ainda sem nome divulgado, será mostrada na E3, principal feira de games do mundo que acontece em Los Angeles, entre os dias 7 e 9 de junho, com cobertura ao vivo.

Sucessor de peso

As primeiras informações sobre o novo console da Nintendo surgiram neste mês de abril, quando a revista americana Game Informer revelou que o videogame em questão teria capacidade de fazer gráficos superiores ao PlayStation 3 e Xbox 360.

Após esse pontapé inicial, várias novidades surgiram aqui e ali: o site francês 01net (que revelou aspectos técnicos do NGP cerca de um mês antes do anúncio oficial) disse que o nome provisório da plataforma é "Project Café". Os franceses foram além e disseram ter as configurações do controle, que teria uma tela sensível a toque em alta definição de 6 polegadas, câmera virada em direção ao jogador, direcional em cruz, dois botões de ombro, dois gatilhos e "ainda mais ferramentas" fornecidas pela Sensor Bar.

Já a revista Edge publicou uma nota dizendo que a Ubisoft, Electronic Arts e Activision já tem o kit de desenvolvimento "há meses". As fontes do periódico dizem que o sistema vai continuar mantendo o controle sensível a movimento com capacidades "superiores ao Move", significando que o aparelho terá uma melhor resposta, sem citar as tela sensível ao toque do site francês.

Xbox Live brasileiro recebe "Dead Rising 2" por R$ 120.


Se a moda é se divertir detonando zumbis, que assim seja para aqueles que possuem uma conta no serviço Xbox Live brasileiro. Nesta semana a rede recebe "Dead Rising 2", que melhora a experiência oferecida pelo primeiro título e amplia as formas de enviar as criaturas para o além.

Além de "Dead Rising 2" a rede nacional conta com outros títulos de peso na seção de Jogos sob Demanda. Entre eles estão "Red Faction: Guerrilla" e "Far Cry 2", que prometem horas de ação para os donos de Xbox 360.

Veja a seguir as novidades para as redes brasileira e americana:

XBOX LIVE (BRASIL)

Jogos sob Demanda

. Dead Rising 2
Se as criaturas do além insistem em atacar os humanos, encaramos o desafio. Para dar cabo destes seres, uma das novidades de "Dead Rising 2" é a possibilidade de unir dois objetos para criar armas improvisadas, o que dá certa vantagem ao protagonista Chuck Greene na hora de mostrar quem é que manda no pedaço. O valor do download é de R$ 119.

Red Faction: Guerrilla
Ambientado anos depois dos eventos do game original, "Red Faction: Guerrilla" dá ao jogador o controle de um rebelde que deve auxiliar outros "revoltados" a lutar por liberdade. O conteúdo do game está disponível por R$ 39.

. Burnout Revenge
Dando continuidade à série "Burnout", em "Burnout Revenge" os jogadores são desafiados a liderar em diversas corridas ao mesmo tempo em que "costuram" entre veículos. Bater nos carros que estão no caminho também é possível, e tudo é válido quando o assunto é ser o primeiro em cada corrida. Sai por R$ 39.

. Shaun White Snowboarding
Carregando o nome de um dos maiores atletas da categoria, "Shaun White Snowboarding" dá ao jogador a oportunidade de passar por diversas montanhas realizando manobras radicais. Custa R$ 39.

. Far Cry 2
Ambientando em um país na Áfria que se encontra em guerra civil, em "Far Cry 2" o jogador deve acabar com a hostilidade local, neutralizando o tráfico de armas que abastece os dois lados enquanto se enriquece com a guerra. Vendido por R$ 79.

Conteúdos adicionais para jogos para Xbox 360

. Shift 2 Unleashed Legends
O extra "Legends" para "Shift 2 Unleashed" dá acesso a alguns carros lendários, como o Porsche 911 Carrera RSR 3.0 e o BMW 3.0 CSL Gr. 5, além de cinco pistas. O pacote é oferecido por 800 MS Points.

. Kinect Sports: Pacote Desafio das Calorias
Adicione mais desafios a "Kinect Sports" com este pacote que é vendido por 320 MS Points.

. Dragon Age 2: Objetos de Mago, Objetos de Guerreiro, Objetos de Ladrão e Pacote de Itens de Todas as Classes
Tenha acesso a novos itens para as classes Mago, Guerreiro e Ladrão com os extras específicos que saem por 240 MS Points cada. Caso queira economizar pontos, o adicional "Pacote de Itens de Todas as Classes" oferece todos eles por 400 MS Points.

. Section 8: Prejudice - Pacote Blitz
O pacote "Blitz", que custa 240 MS Points, traz novidades como o morteiro Napalm e outras adições interessantes para o game.

XBOX LIVE (USA)

Jogos para download para Xbox 360

. Section 8: Prejudice
"Section 8: Prejudice" é a seqüência de "Section 8". Entre as novidades de "Prejudice" estão um sistema de combate melhorado, mais armaduras, armas e novas modalidades multiplayer. O valor do download é de 1200 MS Points.

. The Fancy Pants Adventure
Controlando um bonequinho em cenários em 2D, o jogador é desafiado a passar por estágios habitados por aranhas gigantes e outras pestes para salvar sua irmã. Sai por 800 MS Points.

Nintendo tenta impedir venda de 3DS 'não-oficial' no Brasil; portátil continua sem data no país.

Nintendo 3DS chegou no fim de março nos EUA; no Brasil não possui data e preço previstos.

O Nintendo 3DS ainda não possui data ou preço previstos para o Brasil, mas a Big N já está trabalhando para evitar que unidades não-oficiais do aparelho cheguem ao país. Por "não-oficiais" se entende todos os aparelhos não comercializados pela Gaming do Brasil, importadora oficial e exclusiva da Nintendo no país antigamente conhecida como Latamel.

UOL Jogos apurou que diversos lojistas têm recebido notificações extra-judiciais da Gaming, informando que somente as peças importadas e vendidas por ela são produtos legalizados.

Ou seja, de acordo com o comunicado da empresa, se o 3DS chega ao país por outros meios que não seja a importadora oficial trata-se de um produto ilegal, que não conta com características presentes no oficial, como homologação da Anatel e do Inmetro, manual e caixa em português e fonte com tomada de dois pinos, adaptada para a rede elétrica brasileira.

As notificações começaram a ser enviadas no final do mês de março e a Gaming do Brasil confirmou a informação, acrescentando também que ainda estuda se tomará mais alguma medida para evitar a venda de unidades não-oficiais de Nintendo 3DS no Brasil.

Geração 3D

A principal característica do Nintendo 3DS é sua tela que exibe imagens em 3D, passando a sensação de profundidade. Nos Estados Unidos, o aparelho está disponível nas cores Aqua Blue (azul) ou Cosmo Black (preto), e cada um dos pacotes acompanha um cartão de memória de 2 GB, seis cartões de realidade aumentada e uma base que serve para recarregar o aparelho.

Além de games em cartucho, o jogador poderá obter jogos por download, através de uma loja especial chamada Nintendo eShop, acessada no próprio aparelho. Também estarão disponíveis clássicos para Game Boy, Game Boy Color, Game Gear e Turbo Grafx-16 através do serviço Virtual Console, e a Nintendo pretende ter mais de 30 títulos disponíveis para o portátil até o fim do primeiro semestre.

Os Friend Codes continuam existindo, mas agora é preciso ter um único código por aparelho, e não uma sequência numérica por jogo, como acontecia no Nintendo DS e no Wii.

terça-feira, 26 de abril de 2011

Rede online do PS3 continuará fora do ar por mais uma semana; 'dados foram comprometidos', diz Sony.


Depois de seis dias fora do ar, a Sony liberou mais detalhes sobre a falha da PlayStation Network, a rede online do PS3 e PSP - e as notícias não são nada animadoras: segundo a empresa, a PSN foi mesmo atacada por ciberpiratas e agora a previsão do serviço de voltar ao normal só daqui a uma semana.

Em nota publicada no blog oficial, a Sony explicou que entre os dias 17 e 19 de abril de 2011 a rede PlayStation Network foi realmente invadida e com isso, alguns dados de usuários foram comprometidos. Segundo a empresa, o nome, telefone, endereço, nome de usuário e senha foram coletados, assim como os dados das sub-contas cadastradas sob a tutela dos mesmos usuários.

A Sony pede para que os usuários fiquem atentos para não responder nenhuma ligação, nem responder a e-mails que pedem o número de cartão de crédito ou outros dados referentes ao acesso da PlayStation Network.

Para sanar esse problema, a empresa desativou a rede temporariamente e contratou uma empresa especializada em segurança para investigar o ocorrido. Atualmente a empresa está trabalhando para melhorar a segurança da PSN e reconstruindo todo o serviço para oferecer uma proteção extra para as informações pessoais dos usuários.

A Sony encerra sua carta aberta com pedidos de "desculpas sinceras" para todos os usuários do PlayStation 3.

Sony oficializa o cancelamento do PSPgo.

Com o fim do PSPgo a Sony planeja focar seus esforços de divulgação e marketing no modelo 3000.

O velho ditado "onde há fumaça, há fogo" se mostrou verdadeiro com os boatos da última terça (19), pois a Sony Computer Entertainment confirmou que o PSPgo foi descontinuado.

Ao acessar o site Playstation.com japonês é possível ver que o portátil recebeu a marcação "carregamento terminado", o que oficializa o fim da produção do videogame no arquipélago. A loja online da empresa também não exibe mais o produto para compra.

Já os representantes oficiais da Sony no ocidente ensaiaram o discurso dizendo que o cancelamento do PSPgo foi decidido para que a empresa foque seus esforços de divulgação e marketing para o modelo 3000, que sempre foi tido como o 'padrão' da empresa.

Vale lembrar que a aceitação do PSPgo na terra do Sol Nascente não era das melhores. Nos últimos meses, o videogame raramente ultrapassou a marca semanal de mil unidades vendidas, tornando-o um dos menos populares entre os japoneses.

Lançado em 2009, o PSPgo é o modelo mais recente da linha de portáteis da Sony. Leve e compacto, o videogame foi alvo de críticas por não possuir leitor de UMD, obrigando os jogadores a adquirir games na loja virtual da família PlayStation e limando a possibilidade de aproveitar títulos já comprados no formato físico.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Lançamentos: "Mortal Kombat" volta revigorado e "Portal 2" aparece mais ousado.

Para se renovar, "Mortal Kombat" volta no tempo e conta história dos primeiros games da série.

A espera foi grande e regada de muita expectativa, mas finalmente chega ao mercado "Mortal Kombat", nono episódio canônico da série que busca revitalizar a popular e violenta franquia de luta.

Assim, a história reconta os três primeiros capítulos de "Mortal Kombat", trazendo de volta personagens, golpes e cenários clássicos, turbinados agora por visual em alta definição, partidas online e diversos modos e, claro, segredos. Para o público brasileiro há uma surpresa especial: "Mortal Kombat" traz legendas em português, permitindo entender com facilidade o enredo e aprender golpes.

Outro aguardadíssimo lançamento do período é "Portal 2", sequência do ingênuo jogo de quebra-cabeça com visão em primeira pessoa da Valve. Mais ousado e elaborado, desta vez o game traz ambientes externos, partidas cooperativas e muitas outras surpresas e piadas que se tornaram tão caracterísicas.

Por fim, os jogos de tiro aparecem representados com "SOCOM 4", exclusivo para PlayStation 3 e que foca bastante no jogo online em equipe, e também com o adiado "Conduit 2", tiroteio de ficção científica da Sega exclusivo para Wii.

Veja a lista dos jogos que serão lançados nos EUA nos próximos dias:

Wii
. Conduit 2

PC
. Portal 2

PlayStation 3
. Mortal Kombat
. Portal 2
. SOCOM 4

PSP
. Final Fantasy IV Complete Collection

Xbox 360
. Mortal Kombat
. Portal 2

As datas de lançamento dos jogos citados acima estão sujeitas à alteração. Não há previsão de novidades para Nintendo 3DS, DS e PlayStation 2 de acordo com o calendário das principais revendas de jogos norte-americanas.

50 milhões de PS3 foram vendidos no mundo; Sony comemora sucesso do Move.

PS3 passa de 50 milhões de unidades vendidas. Move chega a 8 milhões.



O antes contestado PlayStation 3 parece provar a cada ano que a Sony estava certa em apostar no sucesso da sua terceira geração de consoles. Em nota oficial, a fabricante afirma que o videogame atingiu em 29 de março a marca de 50 milhões de unidades vendidas em todo o mundo.

Como de praxe, a fabricante japonesa exalta o poderio técnico o PayStation 3, citando o processador Cell e o leitor de discos em Blu-ray como alguns dos atrativos para os consumidores se interessarem pelo aparelho desde seu lançamento em novembro de 2006. A nota afirma que o segundo modelo - conhecido como "Slim" - também colaborou para o aumento na procura pela marca, graças a seu tamanho reduzido e pelo menor consumo de energia.

Outro serviço considerado pela Sony como parte do sucesso é o PlayStation Network, canal online de jogos e venda de produtos de seus videogames. Segundo a nota, a PSN atende 59 países e duas regiões ao redor do planeta, que já acumularam ao todo a marca de 105.988 milhões de downloads de conteúdos digitais.

Por fim, a Sony afirma que mais de 8 milhões de PlayStation Move chegaram às lojas desde o seu lançamento japonês em outubro de 2010. A empresa cita também o vasto catálogo de jogos do Move, com 155 títulos compatíveis até o final de março.

Vendas do PS3 caíram significativamente após lançamento oficial, dizem Fnac e Saraiva.


Em agosto do ano passado, após alguns atrasos e adiamentos, a Sony Brasil enfim começou a vender o PlayStation 3 no Brasil em caráter oficial, por R$ 1.999. Até então, a maioria das lojas comercializava versões importadas do console por preços variados, mas ainda assim bem inferiores ao valor do oficial.

A mudança não passou despercebida: de acordo a Fnac, as vendas do PlayStation 3 caíram 20% após o lançamento do console oficial. Já a Saraiva não fala em porcentagem, mas admite uma queda significativa na comercialização do aparelho.

"Muitos consumidores ainda não têm acesso às informações de forma adequada para reconhecer a diferença e a importância de comprar um produto legal", comenta a Saraiva através de sua assessoria de imprensa, buscando uma justificativa para a queda - o PS3 oficial é testado e certificado pela Anatel e Inmetro, além de possuir garantia de um ano.

A Fnac, por sua vez, toca direto no ponto nevrálgico: "As vendas caíram por causa do aumento no preço, pois antes o PS3 custava R$ 1.499", diz a rede, também através de sua assessoria de imprensa. Segundo a Fnac o PS3, que era líder absoluto com mais da metade da venda de consoles, caiu para 2º lugar após o lançamento oficial, ficando atrás do Wii.

Na Saraiva, todos os consoles - PS3, Wii e Xbox 360 - já ocuparam a liderança nas vendas em algum momento, mas, historicamente, o preferido do Brasil é o PlayStation 3. Entretanto, hoje o console é o 3º colocado - ou seja, o último - no ranking de venda dos consoles.

'É claro que eu não gosto de perder vendas para outro console'

Procurada por UOL Jogos, a Sony foi bastante franca ao falar sobre a queda nas vendas do console. Segundo Anderson Gracias, diretor da divisão PlayStation no Brasil, a queda não agrada mas era esperada: "Estamos perdendo vendas para o console da Microsoft [Xbox 360], que é mais barato", resume. "Mas este é o cenário realista: no mundo inteiro o PlayStation 3 é mais caro", completa.

Porém, Gracias destaca que este é um período de transição e que a Sony já estuda "três ou quatro alternativas diferentes" para reduzir o preço do PS3, embora não cite datas.

UZ Games e Submarino foram procurados, mas não quiseram falar sobre o assunto. O Wal-Mart também foi procurado, mas não respondeu até o fechamento da matéria.Fonte uol.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Produtor de "FIFA 12" quer surpreender jogadores com torcida e comportamento do time.

Kaká estrela a primeira imagem oficial de "FIFA 12"

Visando se manter na liderança dos jogos de futebol da atual geração, a EA Sports quer fazer de "FIFA 12" ainda melhor que o anterior. Ao contrário do que se possa imaginar, isso não significa que o jogo ganhará apenas implementos visuais ou modos de jogo. Para o produtor David Rutter, mais importante do que melhorar o jogo em campo é entender a paixão dos torcedores pelo esporte.

"Queremos fazer com que a torcida entenda o histórico de determinado jogador com o clube, vibrar com o retorno de um ídolo do passado ou ficar irritada quando ele leva um carrinho por trás. Queremos que o jogador pense: 'Uau! 'FIFA' não é apenas de um jogo de futebol, mas é também a paixão do esporte e que isso envolve'", explica em entrevista à revista oficial britânica do PlayStation.

Um dos pontos que devem ser melhorados é a inteligência artificial dos jogadores. O produtor da EA, David Rutter, falou que o jogo será ainda melhor do que a última versão e o Personality Plus irá evoluir.

"Penso que fizemos um ótimo trabalho com o Personality Plus de 'FIFA 11', mas o comportamento do time ainda não acompanhou a evolução da I.A.", diz. "Como exemplo, se o time sabe que o Peter Crouch (o grandalhão atacante inglês) está na área para ajudar a defesa, eles continuam lançando bolas aéreas".

Outros detalhes que serão revistos são os fundamentos e interrupções de jogo, como a cobrança de lateral,que sofre com pequenas pausas após assinaladas pelo árbitro. "Fico frustrado quando não consigo repor a bola rapidamente ou selecionar sem pausas os meus batedores de falta durante o jogo".

Ainda sem data de lançamento e plataformas definidas, "FIFA 12" chega ainda em 2011.

Após acordo, Sony encerra briga judicial contra ciberpirata GeoHot.

George Hotz aceitou os termos da Sony ambos entraram em acordo com o caso de pirataria no PS3.

Após meses de briga intensa, a Sony Computer Entertainment America e o ciberpirata George Hotz - também conhecido como "GeoHot" - resolveram fincar a bandeira branca da paz e encerraram uma briga judicial que se arrastava desde janeiro em meio a uma série de acusações de ambos os lados.

Em nota oficial no Blog do PlayStation, o diretor de comunicações corporativa e mídia sociais, Patrick Seybold, afirma que a ação legal movida contra Hotz na corte ferderal de São Francisco foi encerrada após um acordo selado entre as partes, em que GeoHot aceitou receber uma injunção permanente, na qual Hotz fica terminantemente proibido de fazer e divulgar qualquer ato ciberpirata com o hardware da Sony.

Ambas partes ficaram satisfeitas com o desfecho positivo do litígio. "A Sony tem o prazer de colocar essa briga em segundo plano", diz o conselheiro geral da SCEA, Riley Russel. "Nossa motivação em levar esse processo adiante era proteger a nossa propriedade intelectual e dos nossos consumidores. Acreditamos que a injução permanente nos ajudou a alcançar a meta".

"Minha intenção nunca foi causar problemas aos usuários ou facilitar a pirataria", garante Hotz. "Estou feliz por ter me livrado desse litígio". Após o acordo, a Sony enfatizou em seu blog que o ciberpirata não está envolvido nos ataques recentes contra os serviços online da Sony.

A ação judicial movida pela Sony no início de 2011 acusava Hotz de violar a lei federal, informando informações online sobre a falha no sistema de segurança do PlayStation 3, alegando que isso poderia ser utilizado para burlar o sistema de segurança de seu console e permitir a reprodução de jogos piratas. Durante o processo, Hotz negou qualquer irregularidade de sua parte.

A única questão legal ainda pendente é a movida por Hotz em março, quando o ciberpirata acusou a Sony de enganar deliberadamente o tribunal a fim de obter o julgamento na Califórnia. Esta, entretanto, deverá ser cancelada naturalmente após a apresentação da injunção permanente de Hotz.

"Queremos que nossos consumidores possam desfrutar de nossos equipamentos e produtos em um abiente seguro e divertido, além de protegermos o trabalho árduo dos talentosos engenheiros, artistas, músicos e designers que apoiam o PlayStation e a PSN", adiciona Russel.

Por fim, o executivo agradece a Hotz pela "ajuda". "Agradecemos a boa vontade do Sr. Hotz em abordar as questões legais envolvidas nesse caso e trabalhar conosco para resolver rapidamente essa questão".

Por R$ 270, Nvidia lança placa popular com suporte a DirectX 11.

Nova aposta da Nvidia tem 1GB de memória GDDR3.

Visando os consumidores que ainda não experimentaram as vantagens de possuir uma placa de vídeo em seu computador - ou os jogadores que não estão dispostos a pagar a bagatela de R$ 3 mil em uma GTX 590 -, a Nvidia anuncia o lançamento da GT 520, novo membro da família GeForce que chega às lojas por R$ 269.

Segundo a fabricante, a GT 520 alia boa relação custo x benefício, economia de energia e potencialização de jogos em DirectX 11, que, aliás, não é suportado por placas até mais caras disponíveis atualmente. "Desenvolvemos GPUs para todos os nichos de mercado e a nova GeForce GT 520 é ideal para quem está comprando ou atualizando seu computador e quer usufruir todos os benefícios da computação visual, especialmente os recursos 3D", declara Richard Cameron, diretor geral da Nvidia no Brasil.

A empresa afirma que a sua nova placa "popular" foi "desenvolvida especialmente para propiciar a melhor experiência em alta definição de vídeo, Blu-ray 3D e 3D estereoscópico, seja para filmes, fotos, games e outros conteúdos multimídia disponíveis também no 3D Vision Live, tudo isso com baixo consumo de energia".

Quanto aos quesitos técnicos, a GT 520 promete ser até 5 vezes superior a GeForce 8400 GS em jogos como "World of Warcraft: Cataclysm", "Farming-Simulator 2011" e "StarCraft II", combinando 48 núcleos de processamento CUDA e 1GB de memória GDDR3 com DirectX11 (DX11). Indicada para telas com resolução de até 2560 x 1600, o novo processador gráfico também suporta o uso de múltiplos monitores e possui saída HDMI 1.4a, que proporciona visual 3D em resoluções de até 1080p.

A GeForce GT 520 já pode ser encontrada nas lojas distribuídas por fabricantes como ASUS, EVGA, MSI, Point of View, Zogis e Zotac.

No Brasil, jogo do Lanterna Verde para PS3 e X360 será legendado em português.



Os fãs do super herói Hal Jordan que comprarem a versão nacional de "Green Lantern: Rise of the Manhunters" poderão curtir toda a trama do game com legendas em português.

A notícia foi divulgada pela Warner Bros. Interactive em nota official, afirmando que o game baseado no filme para o Xbox 360 e PlayStation 3 tem dublagem em inglês, o que inclui a voz do ator Ryan Reynolds, que fará o papel do protagonista. Além disso, um modo multiplayer é esperado nesses dois consoles e o jogo para PS3 terá também o suporte ao 3D.

Outras plataformas que recebem o jogo é o 3DS - cujo game fará proveito das capacidades em três dimensões do portátil -, Wii e DS, ambos com mecânicas adaptadas para as particularidades dos controles desses aparelhos.

Intitulado "Lanterna Verde: A Ascensão dos Caçadores Cósmicos" o jogo sai no dia 7 de junho nos Estados Unidos, mas ainda não tem previsão de lançamento no Brasil. Já o filme chega ao país em 19 de agosto, pouco mais de um mês após a estreia Americana, em 17 de junho.

No jogo, Hal Jordan poderá usar o anel do poder para materializar armas como metralhadoras e socos gigantes, que poderão ser combinadas em inúmeros combos. Para salvar o universo, o jogador fará voos intergalácticos, desviando de asteróides e viajando por planetas enquanto combate os Manhunters (Caçadores Cósmicos).

No dia mais claro, na noite mais densa

O dia 17 de junho de 2011 marca a estreia do filme do Lanterna Verde nos Estados Unidos. A produção narra a história de Hal Jordan, um piloto de testes que certo dia tem um encontro inesperado com o alienígena Abin Sur, que está a beira da morte e lhe concede o Anel do Poder da Tropa dos Lanternas Verdes, para que tenha forças ao combater o terrível mal que abala o universo, Parallax.

"Lanterna Verde" conta com Ryan Reynolds (Hal Jordan) no papel principal. Completam o elenco Blake Lively (Carol Ferris), Peter Sarsgaard (Hector Hammond), Mark Strong (Sinestro), Temuera Morrison (Abin Sur), Jon Tenney (Martin Jordan) e Angela Bassett (Amanda Waller). A direção é de Martin Campbell.

Microsoft planeja seção de games gratuitos na Xbox Live, diz site.


Se a nova moda mundial dos videogames é oferecer jogos gratuitos em dispositivos móveis, o Xbox Live vai seguir a tendência da estação. De acordo com uma "fonte confiável" do site IGN, a rede online do Xbox 360 está aberta à produtoras e distribuidoras que quiserem lançar seus games "freemium", ou seja, gratuitos para jogar mas com venda de itens, como armas, pontos de experiência e moedas-corrente.

Segundo a fonte, o primeiro desses títulos é esperado para o próximo ano. Caso se confirme, a notícia chega a surpreender, já que a política da Microsoft sempre recusou a oferecer o Live como um serviço de código aberto, obrigando que qualquer micro transação (como a venda desses itens adicionais dentro do próprio jogo) ou atualizações passem pela aprovação prévia da fabricante do console.

Essa proibição já causou saia justa entre a Microsoft e as produtoras. Uma delas, a Valve, já admitiu frustração pela burocracia e limitações da rede para adicionar pacotes de atualizações e melhorias em jogos como "Team Fortress 2". Agora, a produtora de "Left 4 Dead" pode ter mais liberdade para oferecer conteúdos extras para os seus jogos.

Dessa forma, a própria Microsoft pode lançar os seus jogos gratuitos no Xbox Live. O modelo de negócios dos jogos gratuitos ganha cada vez mais popularidade online, com jogos como "League of Legends", da Riot Games e "Battlefield Play4Free", da EA. Até produtoras japonesas já entraram na onda, como a Capcom e seu "Smurf's Village", jogo social gratuito para os portáteis da Apple.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Rebecca Chambers é confirmada para "Resident Evil: Mercenaries 3D"



O aniversário de 15 anos da série "Resident Evil" vai muito além de jogos novos. Além dos três games anunciados para 2011 - a saber, "Resident Evil: Operation Raccoon City", "Resident Evil: The Mercenaries 3D" e "Resident Evil: Revelations" -, os fãs também acompanharão o retorno de antigos personagens, como Leon Kennedy no primeiro game mencionado e uma velha conhecida no segundo: Rebecca Chambers.

Revelada recentemente, Rebecca Chambers se une a Chris Redfield, Claire Redfield, Hunk, Jack Krauser, Albert Wesker e Jill Valentine para tiroteios insanos nas diversas arenas de batalha de "Resident Evil: The Mercenaries 3D". Não há informações sobre suas características em combate, mas a simples menção de seu nome já é o suficiente para deixar alguns felizes.

Rebecca Chambers apareceu pela primeira vez em "Resident Evil", o game que deu origem à série de terror. Desde então marcou presença em alguns outros títulos, como "Resident Evil Zero", "Resident Evil: The Umbrella Chronicles" e outros.

Também foi revelado que "The Mercenaries 3D" conta com o sistema de câmera presente em "Resident Evil 4" e "Resident Evil 5", ou seja, com a visão sobre os ombros do personagem mesmo quando está mirando em um inimigo.

Bala no zumbi

"Resident Evil: The Mercenaries 3D" apresenta um sistema de controle parecido com o dos jogos anteriores da série, exceto pela adição do uso da tela de toque e a possibilidade de se mover e atirar ao mesmo tempo.

O game conta com opções para partidas cooperativas utilizando a conexão Wi-Fi do portátil, bem como diversos extras que só são habilitados após terminar os desafios principais.

"Michael Jackson: The Experience" já vendeu mais de 3 milhões de unidades.



A febre de dançar ao som das músicas do rei do pop contagiou várias pessoas, pois de acordo com a Ubisoft "Michael Jackson: The Experience" já vendeu mais de três milhões de cópias em todo o mundo. As vendas são combinadas, e levam em conta as edições para Wii, Nintendo DS e PSP.

"Estamos felizes com as vendas de 'Michael Jackson: The Experience' até o momento. A versão para Wii tem sido muito bem recebida, e agora estamos nos preparando para trazer o game para um número maior de jogadores com o lançamento do título para PlayStation 3 e Xbox 360", disse Murray Pannell, diretor de marketing da divisão britânica da Ubisoft.

Nos consoles da Sony e da Microsoft, "Michal Jackson: The Experience" tem lançamento marcado para o dia 12 de abril. Apesar do atraso em relação às outras plataformas, nestes videogames o jogo conta com duas canções exclusivas, "Blood on the Dance Floor" e "I Just Can't Stop Loving You".

Nos passos do rei do pop

Como revelado anteriormente, as versões para consoles - PlayStation 3, Wii e Xbox 360 - usam controles de movimento para colocar o jogador para dançar e se mexer de acordo com os passos do astro. A versão de Wii, inclusive, é similar ao game "Just Dance", também da Ubisoft.

No Xbox 360 o game utiliza tecnologia similar à apresentada por "Your Shape: Fitness Evolved", com o Kinect, e gera um avatar 3D do jogador no lugar dos bonecos da Xbox Live. O microfone do Kinect serve para cantar simultaneamente, permitindo que o jogador dance enquanto solta a voz.

Já no PlayStation 3 o jogo permite uma modalidade exclusiva com microfones, com provável suporte aos periféricos do game de karaokê "SingStar".

Por fim, as edições para Nintendo DS e PSP apresentam um sistema de ritmo parecido com o de "Elite Beat Agents", em que o jogador precisa apertar botões no ritmo correto.

Sony nega que NGP teve produção comprometida pelo desastre japonês.

Segundo a Sony, desenvolvimento de seu novo portátil continua como o agendado.

Ao que tudo indica, a informação de Jack Treton, presidente da Sony Computer Entertainment, de que o Next Generation Portable (NGP) demoraria mais para chegar às lojas por conta do terremoto que atingiu o Japão em 11 de março não é verídica - para a felicidade de alguns.

Falando ao site do The Wall Street Journal, um representante da Sony disse que "até agora não vimos impacto do terremoto em nosso plano de lançamento [do NGP]". A fonte revelou ainda que a informação dada por Treton de que o portátil chegaria apenas a uma região está errada, e lembra que a Sony nunca confirmou o lançamento global simultâneo do portátil.

Novo portátil

O NGP, nome provisório para o novo portátil, tem formato similar ao PSP-3000, porém pretende acabar com as reclamações dos jogadores retirando o disco analógico e colocando em seu lugar duas alavancas analógicas.

O aparelho conta com uma touch screen multitoque de cinco polegadas na parte de trás e duas câmeras, sendo uma frontal e outra traseira. Além dessas novidades, o novo portátil possui um giroscópio interno e um GPS integrado. Todos esses recursos podem ser usados para jogos ou aplicativos que serão disponibilizados na PlayStation Store.

Além de ter memória interna, o NGP terá cartuchos chamados "New Game Media", nome também provisório, segundo a empresa. Somado a isso, o portátil é compatível com todos os jogos para PSP da loja virtual da Sony.

A Sony disse que o novo videogame vai ter diversas funcionalidades online, e por isso ele será dotado de conexões Wi-Fi e 3G para baixar jogos diretamente da PlayStation Network, por exemplo. Entre as funcionalidades de rede está a possibilidades de arrecadar troféus da mesma forma que acontece em jogos para PlayStation 3.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Jogador consegue rodar "Street Fighter II" no Zeebo.



Os usuários de iPhone e celulares já conseguem jogar "Street Fighter IV" há tempos, e só agora o Zeebo consegue uma versão de "Street Fighter II" (ainda que de maneira extraoficial). O jogador Triple Oxygen divulgou que compilou a versão de arcade para o Zeebo e que ela funciona "normalmente".

O resultado da experiência foi mostrado nos blogs Zeebo Tangerina que contém um vídeo que mostra o jogo rodando no console brasileiro. Para isso, aparentemente foram convertidos os dados mais importantes para o videogame, uma vez que a sequência mostra que, na tela de inicialização do jogo, é preciso apertar o botão 1 ou 2 para iniciar a partida - o que não aconteceu, pois o controle não funcionou.

Essa não é a primeira vez que jogadores rodam games de outras plataformas no Zeebo. A lista aumenta a cada dia e já inclui jogos como "Street Fighter Alpha: Warriors' Dreams" para Arcade.

Vale lembrar que para instalar o emulador no Zeebo é uma prática que viola a garantia do aparelho. Além disso, usar arquivos de jogos (ROM) é ilegal na maioria dos casos.